Cães da raça maltês morrem após serem esquecidos em carro de petshop

Secretaria do Departamento de Bem-Estar Animal e Conselho Regional de Medicina Veterinária acompanham o caso; proprietário do estabelecimento alega esquecimento.


A Polícia Civil está investigando a causa da morte de duas cadelas da raça maltês, esquecidas em um veículo da pet shop “Animal shop” no bairro CPA II, nessa terça-feira (2), durante um serviço de entrega realizado em um petshop na capital mato-grossense. A Secretaria do Departamento de Bem-Estar Animal e o Conselho Regional de Medicina Veterinária estiveram no local para acompanhar o caso.

Os animais, que frequentavam o estabelecimento há cerca de três anos, foram deixados para os cuidados de banho e tosa e deveriam ser entregues na casa de seus tutores, conforme o serviço oferecido pelo petshop. O proprietário do estabelecimento relatou que saiu para fazer a devolução de alguns animais e esqueceu das duas cadelas, que foram as últimas a serem deixadas. Os pets permaneceram no veículo e foram encontrados sem vida, possivelmente em decorrência do calor. Um exame de autópsia será realizado nesta quarta-feira (3) para atestar a causa da morte.

A delegada Liliane Murata, da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), que está responsável pelo caso, informou que as investigações têm como objetivo apurar se houve dolo ou outra irregularidade por parte do estabelecimento responsável pela morte dos animais.

“A Dema está empenhada em apurar todos os fatos, por se tratar de um caso grave, uma vez que os animais domésticos são como membros da família”, afirmou a delegada.

O caso gerou grande comoção e revolta nas redes sociais, com muitos internautas pedindo justiça e punição para o estabelecimento responsável pelo ocorrido. A morte das cadelas reacende o debate sobre a responsabilidade e o cuidado necessários ao lidar com animais de estimação, enfatizando a importância de medidas preventivas e de vigilância para evitar tragédias como essa.

A investigação da Polícia Civil continua para esclarecer as circunstâncias da morte das cadelas e determinar as responsabilidades pelo ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *