Policial

Quadrilha vende atestados médicos por R$ 50 ao dia em Várzea Grande

A Polícia Civil está investigando uma quadrilha que opera um esquema de venda de atestados médicos falsos, utilizando os nomes dos profissionais que atuam no Pronto Socorro de Várzea Grande. De acordo com as informações levantadas, os médicos não têm conhecimento das fraudes e não fazem parte da quadrilha.

O caso veio à tona durante o ‘Programa do Pop’, da TV Cidade Verde, exibido na última sexta-feira (15). Segundo a equipe de reportagem, o golpista que comercializa os atestados orienta os compradores sobre o processo. “Aí é só o médico assinar, que ele me manda a foto. Mas aí você sabe que 30 dias dá INSS né, no máximo que você pode pegar é 14 dias, aí você pega e vai trabalhar um dia e pega mais 14 dias”, explica o criminoso.

Além disso, o golpista instrui o suposto comprador do atestado a retirar o documento no próprio Pronto Socorro, ressaltando que a transação deve ser realizada de forma discreta. “A pessoa não tem contato diretamente com o médico, pois é uma coisa que você faz escondido”, acrescenta o criminoso.

O esquema fraudulento, que envolve a venda de atestados médicos falsos por R$ 50 ao dia, está sendo investigado pelas autoridades competentes. A Polícia Civil está empenhada em identificar e responsabilizar os envolvidos nessa prática criminosa, visando coibir esse tipo de fraude que compromete a integridade e a confiança no sistema de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *