Corpo Musical da PM canta funk com cunho sexual e é detonado na web; Veja

Uma apresentação da banda da Polícia Militar na Escola Estadual Militar Tiradentes, na qual foram entoados versos de teor sexual de um funk, gerou controvérsia e debate nas redes sociais. Os policiais apresentaram a música “Toca o Trompete”, de Felipe Amorim, que contém frases de teor sexual como: “novinha quer sentar pros cria, pede putaria, então vou te dar”.

Diante da repercussão do vídeo, o comandante da PM, coronel Alexandre Mendes, esclareceu que a canção foi um pedido dos estudantes, mas ressaltou que seu conteúdo não reflete os valores defendidos pela instituição. Por isso, Mendes determinou a suspensão das apresentações para uma reformulação do repertório, além de um alinhamento ético em reunião com os militares do Corpo Musical.

O caso motivou reações nas redes sociais, com alguns usuários debochando da situação e outros expressando indignação pela escolha da música para apresentação em ambiente escolar. A controvérsia ressalta a importância do debate sobre os limites e a adequação do conteúdo artístico em contextos educacionais e institucionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *