Policial

Polícia retoma buscas pelo corpo de idosa, desaparecida desde julho de 2023

A Polícia Civil, com o apoio dos Bombeiros e utilizando uma aeronave do Ciopaer, reiniciou as buscas pelo corpo de Desolina Ana Chelotti Chagas, desaparecida desde julho de 2023 após um encontro com seu ex-namorado. O ex-companheiro foi preso e confessou o assassinato da vítima, admitindo ter jogado seu corpo no ponto turístico do mirante, em Chapada dos Guimarães, a 67 km ao norte de Cuiabá.

A equipe da Delegacia de Chapada confirmou a retomada das buscas na região do mirante durante a manhã desta sexta-feira (23), baseando-se na confissão e nas informações fornecidas pelo autor do crime, um homem de 59 anos, que foi detido em novembro de 2023 pelo delegado Marlon Luz.

No entanto, até o final da manhã, o corpo de Desolina ainda não tinha sido localizado.

Desaparecimento e prisão

O desaparecimento de Desolina ocorreu em 10 de julho, mas a polícia só foi notificada em 13 de julho. A filha da vítima relatou que não conseguia entrar em contato com a mãe, algo incomum, já que ela costumava manter contato regularmente.

Na residência de Desolina, o portão estava trancado com um cadeado, e dentro da casa, a comida estava estragada e o ambiente estava desarrumado, com objetos pessoais da mãe ausentes.

A filha também mencionou que sua mãe havia terminado recentemente um relacionamento amoroso. Após mais de 100 dias de investigação, a equipe liderada pelo delegado Marlon concluiu que Desolina fora assassinada pelo ex-namorado.

O casal havia se relacionado por 3 anos e o crime ocorreu aproximadamente 3 meses após a separação. O suspeito foi interrogado duas vezes pela polícia. Ele confessou ter descartado os pertences da vítima em uma área isolada e confirmou ter desfeito do corpo da vítima em outro local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *