Arrependimento tardio: Mulher de 31 anos se entrega após quatro dias de fuga”

Na noite de quinta-feira (22/02), a Delegacia da Mulher de Várzea Grande foi palco de um desfecho inesperado quando uma mulher, identificada pelas iniciais S.F. da S., de 31 anos, decidiu se entregar às autoridades após quatro dias em fuga. Sua jornada de liberdade temporária teve um fim abrupto após receber o benefício da “saidinha” no último domingo (18) e não retornar ao estabelecimento prisional.

Os detalhes do caso revelam uma reviravolta surpreendente. S.F. da S. estava cumprindo pena em regime semiaberto, monitorada por uma tornozeleira eletrônica. Porém, ao invés de respeitar os termos estabelecidos, optou por romper o dispositivo e desaparecer, tornando-se uma fugitiva da Justiça.

A Polícia Militar, já na Delegacia da Mulher, foi surpreendida pela própria acusada que se apresentou voluntariamente. Em um gesto inusitado, S.F. da S. confessou sua fuga e afirmou estar arrependida de suas ações. Seu arrependimento tardio trouxe consigo uma nova reviravolta para o caso.

Ao ser indagada sobre os motivos que a levaram a se entregar, a mulher não hesitou em admitir seu remorso. As circunstâncias que a impeliram a tomar tal decisão permanecem obscuras, assim como os detalhes de sua prisão em dezembro de 2019, os quais não foram revelados pelas autoridades.

Com a confirmação do mandado de prisão em aberto, emitido através do número de emergência 190, S.F. da S. foi encaminhada à Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol), onde aguardará as próximas medidas da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *