Destaque

Várzea Grande intensifica esforços contra o Aedes Aegypti

Várzea Grande efetiva Plano de Contenção para combater a Dengue, Zika e Chikungunya

Ações de casa-em-casa e limpeza urbana procuram impedir a proliferação dos criadouros do mosquito e de suas larvas

Atuar de forma preventiva para evitar a proliferação de casos de dengue, zika e chikunguniya, que assolam diversas cidades e estados do Brasil, inclusive com a decretação de pandemia, já que foram contabilizados até agora 650 mil casos e mais de 100 óbitos, levaram Várzea Grande, a segunda maior cidade de Mato Grosso a adotar medidas de impacto para promover a conscientização das pessoas e atacar o principal foco que são os entulhos e lixões espalhados por falta de conscientização.
“Ainda estamos com números de casos baixos e isto deveria funcionar como um estímulo para que adotemos as medidas necessárias para não deixar que doenças como a dengue, zika e chikunguniya saiam do controle e afetem o dia a dia colocando em risco a vida das pessoas”, disseram o prefeito Kalil Baracat e o secretário de Saúde, Gonçalo Barros.
Ambos pediram apoio da população para receber a equipe de técnicos da Saúde e das demais pastas envolvidas para no Plano de Contenção, mas sempre cobrando a identificação dos servidores públicos municipais.
Em meio a disparada de casos no país, Várzea Grande que até o momento registrou 140 casos de dengue, segundo dados da Vigilância em Saúde do Município, trabalha para não entrar na estatística de cidades com mais casos. “Os dados do município estão dentro do esperado, mas diante do avanço da doença em todo o país, o momento é de intensificar os cuidados e unir esforços para eliminar os focos do Aedes Aegypti, transmissor das doenças dengue, zika e Chikungunya”, disse o secretário municipal de Saúde, Gonçalo Aparecido de Barros.
“A hora é agora de tomar medidas e iniciar as ações, para que não ocorra uma epidemia na cidade. Analisamos os dados epidemiológicos, e iniciamos as ações no Grande Cristo Rei, que foi a região com maior registro de casos. Vamos ficar com nossas equipes nos bairros da região até alcançar a meta de visitar 100% das casas, comércios e logradouros e depois avanços para toda a cidade, e assim sucessivamente. Sempre levando em consideração a análise de dados. Nosso Plano de Contenção é para barrar a circulação do vetor Aedes Aegypti, com tratamento também de 100% em reservatórios com água, eliminação de focos e bloqueio químico quando pertinente. Para tanto, unimos nossas equipes, em conjunto com a Subprefeitura e com as Pastas de Serviços Públicos, Educação, Viação e Urbanismo, além do Departamento de Água e Esgoto para completar o conjunto de ações necessárias”, disse Gonçalo Barros.
Kalil Baracat reforçou ao secretário de Serviços Público, Breno Gomes, que as empresas que promovem a coleta de lixo reforcem sua atuação para não permitir a proliferação do Aedes Aegypti.
Alegando que a principal forma de evitar a transmissão das doenças são medidas domésticas que devem ser adotadas pela população e pelo Poder Público, Gonçalo Barros sinalizou que os esforços estão sendo redobrados. “O que estamos orientando é não deixar água parada e estar atento aos locais que podem se tornar criadouros do mosquito, seja em casa, no trabalho e até mesmo na rua. Precisamos de conscientização coletiva, da população, do Poder Público e de setores da sociedade organizada, pois o maior foco até este momento está dentro dos domicílios, mas não podemos descartar os terrenos baldios e as áreas abandonadas que são utilizadas de forma indiscriminada para descarte irregular”, disse o titular da Saúde de Várzea Grande.
Kalil Baracat e Gonçalo Barros alertaram para a importância de as pessoas procurarem atendimento médico imediato em caso de sintomas como febre, dores nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceiras ou vermelhidão nos olhos. A dengue tem tratamento disponível no SUS nas unidades de Saúde e a demora no atendimento ou a automedicação pode agravar os sintomas.
As ações nesta primeira fase do Plano Municipal são de limpeza urbana, retirada de bolsões de lixo, além de visitas dos agentes de Saúde e Endemias de casa-em-casa, para tratamento de reservatórios de água, busca de criadouros e eliminação e orientações educativas. Em caso necessário será realizado o bloqueio químico costal.
Cronograma de Ações:
As equipes de Saúde e Limpeza Urbana atuarão até o 26/02, nos seguintes bairros:
Santos Dumont, Manga, Cristo Rei, Construmat, Alameda, Jardim Aroeira, Ponte Velha, Vila Sadia, Vista Alegre, Cohab Don Orlando Chaves, Cohab Dom Bosco.
• Do dia 27 de fevereiro a 3 de março as ações acontecem nos seguintes bairros:
Cristo Rei Centro, Domingos Sávio e loteamento, Av. Governador Fragelli, Vila Vitória, Loteamento Joaquim Curvo, Cohab Aurília Salles Curvo, Residencial Noises Curvo, Residencial Flor do Ipê, Condomínio Santa Bárbara, Carrapicho, Cohab Cristo Rei, Lagoa do Jacaré, Cohab 8 de Março, Jardim União.
• Do dia 04 de março a 7 de março:

Loteamento Vasconcelos, Loteamento Hélio Ponce de Arruda, Cohab Jaime Campos, Cohab Santa Fé, Jardim Maringá I, II III e IV.
• Do dia 8 de março a 13 de março:
Parque do Lago, Santa Luzia, Altos do Boa Vista, Santa Clara/Vila Rica, Unipark, Jardim das Oliveiras, Dom Diego, Parque São João, Jardim Ipanema, Planalto-Beira Rio, Distrito Engordador, Princesa do Sol e São Gonçalo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *