Polícia

Polícia faz simulação de rosto atual de menina sumida há 28 anos no CPA

A Polícia Civil, com o auxílio da inteligência artificial, produziu uma simulação do rosto atual de Michelle de Arruda de Moraes, desaparecida há 28 anos, desde os 3 anos de idade, em Cuiabá. Utilizando características de uma foto da infância de Michelle, a simulação busca representar como ela seria aos 31 anos. A mãe da desaparecida, Kenia Marcia de Moraes, afirma que “sente” a filha viva e mantém a esperança de reencontrá-la.

Na foto original de 1995, Michelle aparece com uma blusa regata estampada, cabelo louro acima do ombro, franja e usando chupeta. A reconstituição, realizada pela polícia, permanece fiel às semelhanças da foto, retratando Michelle aos 31 anos com cabelo louro até o ombro, traços delicados e pele e olhos claros.

A família acredita que Michelle esteja viva e nunca desistiu de procurá-la. A irmã Liziany Lins recorda o dia do desaparecimento, descrevendo que Michelle usava blusa rosa, calcinha azul e chinelo rosa. No momento do sequestro, as duas estavam na área de casa quando alguém abriu o portão e levou Michelle. Liziany busca informações constantemente nas redes sociais, e a mãe registrou a denúncia do desaparecimento na época, mas a menina nunca foi localizada.

Qualquer informação sobre Michelle de Arruda de Moraes pode ser repassada para Liziany pelo telefone: (65) 9 8118 6985.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *