Fazendeiro preso por danificar veículos oficiais com picareta é solto

Getting your Trinity Audio player ready...

Vagner Gastão Capelli, fazendeiro de 54 anos, detido por destruir veículos oficiais do governo durante uma ação de fiscalização em Colniza, foi liberado após audiência de custódia na terça-feira. A juíza Silvana Fleury Curado, da Vara Única de Colniza, concedeu alvará de soltura alegando a falta de fundamentos para converter a prisão em preventiva. A magistrada destacou que o fazendeiro possui residência fixa na cidade, não tem antecedentes criminais e contribui para a comunidade com sua atividade laborativa.

A defesa de Vagner argumentou que o crime principal não é o dano ambiental, mas sim a “invasão” de domicílio realizada pelos policiais. O advogado enfatizou que a Constituição federal protege mais a entrada dos policiais na propriedade do que o crime ambiental, e prometeu tomar medidas legais contra o ocorrido.

O incidente ocorreu quando uma equipe da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e policiais militares fiscalizaram a propriedade de Vagner e identificaram desmatamento ilegal por meio de um drone. Ao ser informado sobre o crime, o fazendeiro, visivelmente nervoso, ameaçou destruir os veículos oficiais do Estado com uma pá escavadeira. Embora tenha sido impedido pelos policiais naquele momento, posteriormente, utilizando uma foice, destruiu as caminhonetes.

A defesa do fazendeiro alega que, embora tenha agido contra o patrimônio, ele não representou uma ameaça direta aos agentes da polícia durante o incidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *