Corpo Musical viraliza com vídeo em homenagem ao Cuiabá EC; Veja

Em um cenário em que a mídia muitas vezes destaca críticas à Polícia Militar, em Mato Grosso, um batalhão tem se destacado positivamente, tanto nas operações cotidianas quanto em iniciativas que estreitam os laços com a comunidade. Além do trabalho exemplar nas ruas, combatendo o crime e assegurando a proteção da população, o Corpo Musical da Polícia Militar em Cuiabá vem conquistando reconhecimento e popularidade.

Sob o comando do talentoso Cabo Lara, o Corpo Musical não apenas executa músicas, mas também cria conexões com a comunidade local. Em uma abordagem inovadora, o grupo tem se aproximado dos cidadãos através da música, viralizando nas redes sociais e elevando a percepção positiva da população em relação à Polícia Militar.

Créditos: Corpo Musical da PMMT

Em um trabalho que concilia proteção nas ruas e entreterimento e valorização cultural, o Comandante Geral Coronel Mendes, também apoia e participa da brincadeira sem perder credibilidade.

Recentemente, um vídeo que contou com a participação do atacante Deyverson e Rikelme, homenageando Cuiabá, chamou a atenção não só pela musicalidade, mas também pela união de diferentes setores da sociedade. A iniciativa demonstra não apenas habilidades musicais, mas um esforço contínuo para estabelecer laços mais estreitos entre a PM e a comunidade.

O Cabo Lara e o Corpo Musical têm se destacado ao interpretar grandes sucessos da música brasileira, tornando a atuação da Polícia Militar mais próxima e acessível para a população. A iniciativa não apenas humaniza os membros da corporação, mas também contribui para a construção de uma imagem positiva, onde a polícia é vista como aliada e parte integrante da comunidade.

Diante desse trabalho revolucionário, o Corpo Musical da Polícia Militar em Cuiabá não só eleva o orgulho da população local, mas também serve como exemplo de como a proximidade e o diálogo podem construir uma sociedade mais segura e unida. A música torna-se, assim, uma ponte que conecta a polícia e a comunidade, reforçando valores de confiança, cooperação e respeito mútuo.

por Paulo Ricardo MT de Fato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *