Criminoso detalha mortes e diz que vítimas ‘se contorciam’

Preso logo após a chacina de 4 mulheres ser descoberta, o acusado Gilberto Rodrigues, 32, confessou e detalhou os estupros que cometeu contras 3 das vítimas. O criminoso estava foragido por latrocínio cometido em Goiás e por estupro em Lucas do Rio Verde em Mato Grosso. Os 4 assassinatos ocorreram na madrugada do dia 25 deste mês e os corpos achados na segunda-feira (27).


Durante o primeiro depoimento à polícia a respeito dos crimes cometidos contra a mãe e as 3 filhas, Gilberto confessou que logo após esfaquear Cleci Calvi Cardoso, 46, Miliane Calvi Cardoso, 19, e Manuela Calvi Cardoso, 13, as estuprou.


Reincidente por estupro, ele detalhou que após deixar as vítimas nuas, acariciou as partes íntimas de cada uma e logo depois introduziu o dedo na vagina de todas, enquanto elas se contorciam. Questionado sobre houve penetração, ele negou conjunção carnal. Cleci e Miliane foram mortas e estupradas na cozinha, já Manuela dentro do quarto em cima de sua cama onde foi esfaqueada. A caçula foi asfixiada na cama.


Em setembro, o criminoso invadiu a casa de uma jovem de 24 anos, cometeu o abuso sexual e logo depois tentou matá-la com uma faca. Desde então, ele estava sendo procurado pela Polícia Civil. Além disso, era foragido de Goiás, onde cometeu latrocínio (roubo seguido de morte).

Gilberto foi preso em flagrante na segunda-feira (27), e confessou ter cometido o crime sozinho, ele teve sua prisão convertida em preventiva, na tarde de terça-feira (28), após audiência de custódia em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá). 

O caso 

Cleci Calvi Cardoso, 46, e suas filhas Miliane Calvi Cardoso, 19, Manuela Calvi Cardoso, 13, e Melissa Calvi Cardoso,10, foram encontradas mortas na manhã desta segunda-feira (27), no bairro Florais da Mata, em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá). As vítimas estavam degoladas e 3 delas nuas.

O pedreiro foi preso horas depois após confessar ter cometido a chacina, ele relatou aos policiais que esfaqueou Cleci Calvi Cardoso, 46, e suas 2 filhas Miliane Calvi Cardoso, 19, Manuela Calvi Cardoso, 13 e, enquanto elas ainda agonizavam, as estuprou. A filha mais nova, Melissa Calvi Cardoso, 10, foi morta asfixiada.

por Gazeta Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *