Novo Hospital Júlio Müller está com 55% de sua estrutura física construída

O novo Hospital Júlio Müller está com 55,19% de sua estrutura física executada. As obras são realizadas com um investimento de R$ 221,1 milhões, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso, sendo o Governo de Mato Grosso o responsável por um pouco mais da metade dos recursos.

Com uma estrutura de 58,3 mil metros quadrados, o novo Hospital Universitário será o maior de Mato Grosso em área construída e número de leitos. O hospital terá oito blocos, com 228 leitos de internação, 68 de repouso e 63 de UTI, sendo 18 pediátricos e 25 neonatais. Também serão construídos 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame e 21 salas para banco de sangue e triagem.

O prédio está localizado na MT-040, rodovia que liga os municípios de Cuiabá e Santo Antônio do Leverger.

A previsão é que a obra seja finalizada em novembro de 2024, quando o hospital passará a ser gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, órgão do Governo Federal. Além de atender a população, o hospital cumprirá importante papel na formação de profissionais da área de saúde em Mato Grosso.

O atual Hospital Universitário Júlio Müller atende a uma série de especialidades médicas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além de ser usada na formação de profissionais com os programas de residência médica. “Esse hospital trabalha, principalmente, com média e alta complexidade, casos mais raros, difíceis de se observar. É um campo enorme de estágio e aprendizados”, explicou o reitor da UFMT, Evandro Aparecido Soares da Silva.

Histórico

O novo hospital universitário é uma das obras que foi planejada para a Copa do Mundo de 2014, com a expectativa que ele servisse de referência para o público que viesse acompanhar os jogos, além de melhorar a estrutura de ensino para os alunos da UFMT.

No entanto, o contrato foi rescindido em 2014, devido ao não cumprimento do cronograma, com apenas 9% das obras executadas. A atual gestão realizou uma série de estudos e uma nova licitação foi lançada em maio de 2020.

“Essa obra estava parada desde 2013. Alguns engenheiros de plantão chegaram a falar que a estrutura estava condenada, porque o solo estava submerso, em um terreno alagadiço. Nós fomos atrás das soluções possíveis e hoje essa obra está aí, vai ser entregue no fim do ano que vem e servir à população”, afirmou o governador Mauro Mendes.

Após a elaboração e aprovação dos projetos executivos, as obras começaram em novembro de 2021, com previsão de serem executadas em até três anos.

“Nós buscamos todas as soluções necessárias para que essa obra pudesse ser retomada. O governador Mauro Mendes tem compromisso com a saúde, prova disso é a construção deste hospital, a retomada do Hospital Geral e a construção de quatro novos hospitais regionais”, concluiu o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *