Política

Deputado Carlos Avallone avalia candidatura a Prefeito de Cuiabá em 2024 e pode fazer campanha com Esposa

Na quarta-feira (27), o deputado estadual Carlos Avallone (PSDB) anunciou que está avaliando sua possível candidatura a prefeito de Cuiabá nas eleições de 2024. Ele considera a perspectiva de fazer campanha ao lado de sua esposa, Maria Avallone, que também pretende se candidatar no próximo ano. O deputado destacou que, antigamente, essa ideia era mal vista, mas a presença política da família Bolsonaro mudou essa perspectiva.

Avallone revelou que o diretório nacional do PSDB solicitou que ele colocasse seu nome à disposição para concorrer à Prefeitura de Cuiabá em 2024. Ele afirmou estar trabalhando nessa possibilidade, inclusive, considerando a dinâmica dentro de sua família.

O deputado explicou: “Estou tentando outras lideranças do partido [para] ter candidato. Agora, eu me comprometi com a nacional de que nós vamos fazer todo o esforço para termos um candidato a prefeito em Cuiabá, a nacional exige isso de todas as capitais e nós vamos trabalhar isso, inclusive com a possibilidade do meu nome”.

Carlos Avallone acredita que uma candidatura própria do PSDB à prefeitura pode ser benéfica para o partido, ajudando a eleger mais representantes no Legislativo municipal, devido à possibilidade de um palanque próprio.

Quanto à possível candidatura de sua esposa, Avallone observou que, no passado, a ideia de ter mais de um membro da mesma família concorrendo a cargos políticos não era bem vista. No entanto, ele destacou que o exemplo do ex-presidente Jair Bolsonaro, que tem três filhos com mandatos políticos, mudou essa perspectiva.

“É natural, ela é candidata, tendo uma candidatura [majoritária] ajuda, não sei se a candidatura do marido ajuda, mas comentários como ‘ah ela vai ser, ele também’ sempre são possíveis. Isso diminuiu muito com o Bolsonaro, depois que ele botou 4 da família isso parece que mudou, mas antigamente eu lembro quando Dante saiu candidato com Thelma, e saiu a Inês também, irmã dele, foi uma revolução, era um problema grave, Bolsonaro acabou com isso, passou a ser natural a família inteira ser candidata”, concluiu Avallone.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *