Menina de 8 anos é encontrada em poço com sinais de estrangulamento

A Polícia Técnico-Científica de São Paulo só vai liberar o corpo da menina Lana Araújo, de 8 anos, que foi encontrada morta na noite de quarta-feira (20/9), após a realização de exame de DNA.

A mãe de Lana já foi convocada para comparecer ao Instituto Médico Legal (IML) e recolher material genético. A mulher, no entanto, ainda não se apresentou no local.

O corpo da menina foi encontrado dentro de um poço na comunidade do Jardim Lucélia, na zona sul da capital paulista, a 500 metros da casa onde ela morava. Lana ficou uma semana desaparecida.

O exame de DNA é necessário para confirmar oficialmente que o cadáver é mesmo da criança, que não tinha documentos. Segundo o portal G1, o corpo teria sinais de estrangulamento.

Imagem colorida mostra a menina Lana, de 8 anos, uma criança branca, de cabelos loiros, lisos, vestindo uma camiseta vermelha - Metrópoles

A menina Lana, que estava desaparecida Reprodução

Imagem colorida mostra a menina Lana esperando adolescente que a levou para carro - Metrópoles

Investigação

O caso Lana é investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), o setor da Polícia Civil especializado em apurar assassinatos.

Segundo já declarou a delegada Ivalda Aleixo, diretora do DHPP, a polícia aguarda o resultado de perícias, incluindo exame sexológico, para tentar esclarecer a causa da morte da criança.

A Polícia Civil também quer saber qual foi a data do óbito. Essas informações podem ajudar os investigadores a remontar o caso e descobrir quem matou a menina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *