Comissão de Ética da ALMT deve Avaliar Denúncia contra Deputado Gilberto Cattani

A presidente da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputada Janaina Riva (MDB), informou que os parlamentares devem apreciar ainda nesta semana a denúncia apresentada pela vereadora Maysa Leão (Republicanos) contra o deputado estadual Gilberto Cattani (PL). Cattani está sendo acusado de incentivar o ódio após sugerir, em uma postagem no Instagram, que Maysa estaria defendendo estupradores. O corregedor da Comissão, Max Russi, já declarou que votará pelo arquivamento da acusação.

Russi afirmou: “Meu encaminhamento será pelo arquivamento. Não tem legitimidade. Maysa não tem legitimidade para propor isso. Não se pode aceitar algo que não tem como ser aceito dentro da Comissão. Outro motivo foi que a troca de ideias, a divergência faz parte do processo democrático.”

Janaina Riva explicou que o processo de denúncia estava sob posse do corregedor Max Russi, que emitiu seu parecer pela improcedência. Agora, os demais membros da comissão irão avaliar a questão.

A denúncia feita pela vereadora Maysa Leão se refere a um vídeo no qual ela e o deputado Gilberto Cattani discutem a castração química para estupradores. Cattani questionou se a parlamentar era a favor da medida, e ela respondeu que “cada caso deve ser estudado”. Isso resultou em críticas e ameaças a Maysa, alegando que ela estaria “defendendo estupradores”. Maysa argumentou que o deputado fez um corte tendencioso no material.

A votação anterior na ALMT que resultou em uma “censura” a Gilberto Cattani por suas declarações sobre gestação também gerou controvérsias e críticas quanto à sua suposta brandura. A presidente da Comissão de Ética, Janaina Riva, classificou a situação como delicada, sem revelar detalhes da votação secreta.

O caso continua sendo acompanhado de perto pela opinião pública e pelos órgãos legislativos, enquanto a Comissão de Ética se prepara para avaliar a denúncia de incentivo ao ódio contra o deputado estadual Gilberto Cattani.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *