Presidente do MDB de Mato Grosso, Carlos Bezerra, Mantém Postura de Aversão ao Bolsonarismo e Afeta Estratégia de Pré-Candidatos do Partido

O presidente do MDB de Mato Grosso, o ex-deputado federal Carlos Bezerra, continua a demonstrar sua aversão ao bolsonarismo, uma postura que pode impactar a estratégia de alguns pré-candidatos do partido que buscam se aproximar da direita. Isso inclui o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, que é pré-candidato à reeleição, e o deputado estadual Thiago Silva, que tenta viabilizar sua pré-candidatura em Rondonópolis.

Enquanto Thiago e Kalil se esforçam para construir um discurso de centro-direita, que contrasta com seus históricos de militância e ações políticas anteriores, essa mudança se torna necessária devido à inclinação majoritária do eleitorado mato-grossense. No entanto, Bezerra continua a criticar exatamente esse público, que deu cerca de 65% dos votos a Jair Bolsonaro nas eleições de 2022.

Recentemente reconduzido à função de líder do MDB em Mato Grosso, Bezerra não escondeu sua insatisfação com sua própria derrota pessoal e reiterou seu desdém pelos deputados bolsonaristas que ocuparam metade das vagas na Câmara Federal pelo estado, ainda que por outros partidos. Essa presença da direita foi fundamental para evitar sua reeleição.

Bezerra dirigiu críticas, por exemplo, ao deputado federal Abílio Brunini, que ganhou notoriedade entre os bolsonaristas por sua postura combativa contra o PT em Brasília. Contudo, para o líder do MDB, o parlamentar é visto apenas como uma figura sem expressão em Mato Grosso, fazendo uma comparação com um rinoceronte eleito em São Paulo nos anos 50.

Bezerra afirmou ter sido “campeão de projetos aprovados” mas alegou ter sido vítima de fake news e radicalismo, em uma narrativa comum entre os partidos de esquerda. Ele questionou: “O povo que fez isso, o que vamos fazer?”

Ao finalizar suas declarações, o líder do MDB lamentou a falta de clareza de alguns políticos, insinuando que eles não compreendem os limites e consequências de suas ações. Essa postura de Bezerra acaba levando o MDB a uma posição mais à esquerda, o que se alinha com a ideologia da maioria do partido, mas pode prejudicar a trajetória de pré-candidatos como Thiago, Kalil e até mesmo da deputada estadual Janaína Riva, que pretende concorrer ao Senado nas eleições de 2026.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *