Presidente Estadual do MDB, Carlos Bezerra, Comenta Sobre Investigação de Prefeito de Diamantino por Cobrança de Propina

O ex-deputado federal Carlos Bezerra, atual presidente estadual do MDB, abordou a delicada situação envolvendo o prefeito de Diamantino, Manoel Loureiro, membro do partido e alvo de investigações relacionadas a suposta cobrança de propina. Durante uma convenção partidária realizada em Cuiabá nesta quinta-feira (24), Bezerra respondeu a questionamentos sobre possíveis medidas a serem tomadas em relação a Loureiro.

O prefeito foi flagrado em vídeo manuseando dinheiro que se suspeita ser proveniente de atividades ilícitas. No entanto, a postura de Bezerra indica que o partido só tomará uma posição oficial caso a Comissão de Ética seja acionada. De maneira concisa, Bezerra salientou que a decisão dependerá do andamento das investigações e da ativação da Comissão de Ética. “Depende da investigação. Se alguém acionar a Comissão de Ética, ela se reunirá para falar sobre o assunto. Depende de alguém acionar a Comissão de Ética”, afirmou.

O posicionamento de Bezerra também sugere que tanto a investigação em curso quanto o vídeo em questão não devem causar repercussões significativas para o prefeito dentro do partido. A secretária-geral do MDB, deputada estadual Janaina Riva, já havia sinalizado anteriormente que não se espera impacto interno em relação ao assunto.

Durante a mesma convenção, Janaina Riva também foi questionada sobre a situação do prefeito e o posicionamento do partido. Ela respondeu que não haveria punições, enfatizando que tal atitude não condiz com a postura histórica do MDB. “Nunca abriu contra Emanuel [Pinheiro], não vai fazer isso com nenhum outro prefeito, não é do partido fazer isso”, declarou a parlamentar.

O cenário permanece em evolução à medida que as investigações prosseguem, deixando em aberto a questão de como o partido poderá agir à luz das circunstâncias futuras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *