Pinheiro responde a críticas de vereadores e diz viver “Lua de Mel” com a base

Na última terça-feira, durante a sessão plenária da Câmara Municipal de Cuiabá, os vereadores Rogerio Varanda (MDB) e Adevair Cabral (PTB) expressaram críticas ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) devido às inaugurações de projetos ocorrendo nos dias de sessões na Casa. Os vereadores argumentaram que a sobreposição de eventos estava prejudicando a presença dos parlamentares nas inaugurações e enfraquecendo o compromisso com o legislativo.

Em resposta às críticas, o prefeito Emanuel Pinheiro defendeu os vereadores e suas opiniões, destacando a importância de suas presenças nas inaugurações para testemunhar o trabalho realizado em benefício de Cuiabá. O prefeito mencionou seu passado como vereador e deputado, recordando suas próprias preocupações com inaugurações que coincidiam com sessões parlamentares.

O prefeito fez questão de elogiar os vereadores Rogerio Varanda e Adevair Cabral, enfatizando a importância deles em sua gestão. Ele mencionou a relação de amizade pessoal que mantém com ambos e ressaltou que valoriza a participação deles nas entregas de projetos municipais.

Emanuel Pinheiro também destacou a boa relação que mantém com os vereadores de sua base, caracterizando-a como uma “eterna lua de mel”. Ele admitiu a existência de desafios e discordâncias pontuais, mas mencionou que a comunicação é constante e que os vereadores o apoiam em suas iniciativas.

Para evitar futuros conflitos, o prefeito informou que instruiu sua equipe de cerimonial a não marcar inaugurações durante os horários das sessões na Câmara Municipal, a menos que se trate de uma agenda especial, como a presença do presidente Lula. Ele concluiu pedindo desculpas e demonstrando solidariedade à sua base parlamentar.

O episódio reflete a complexa interação entre o poder executivo e legislativo em nível municipal, ressaltando a importância do alinhamento entre as agendas para garantir a eficácia das ações governamentais e a participação dos representantes eleitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *