“Intocável do pó” é preso pela PF que fecha o cerco contra bando por tráfico e lavagem de dinheiro

Nesta quarta-feira (02), a Polícia Federal deflagrou a Operação Intocável com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Mato Grosso. As ações da operação ocorreram em Mirassol d’Oeste, Porto Esperidião e Sapezal, onde foram cumpridos treze mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão, todos expedidos pela 4ª Vara Criminal de Cáceres/MT, especializada em Organização Criminosa. Além disso, foram emitidas ordens de sequestro de bens e valores, incluindo diversos bens móveis e imóveis, veículos, aeronaves, gado, fazenda e aeronaves, pertencentes ao principal investigado, alguns registrados em nome de terceiros e familiares.

Durante as investigações, a Polícia Federal constatou que os membros dessa organização criminosa exibiam um padrão financeiro totalmente incompatível com suas rendas declaradas, ostentando viagens de luxo e possuindo veículos de alto padrão. A operação teve o importante apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope/MT) e do 17º Batalhão de Polícia Militar de Mirassol D’Oeste-MT.

O nome da operação, Intocável, faz referência ao alvo principal que, acreditando-se intocável e inalcançável pelas forças de Segurança Pública, gabava-se dessa ideia, afirmando que nem a Polícia Federal seria capaz de detê-lo. Porém, a ação eficiente da Polícia Federal desmentiu essa suposição, resultando em prisões e apreensões significativas que visam desmantelar essa perigosa organização criminosa.

As investigações e a luta contra o narcotráfico não param, e as autoridades estão empenhadas em prender os líderes e enfraquecer financeiramente as organizações criminosas. A Operação Intocável é mais um exemplo do compromisso da Polícia Federal em combater o crime e garantir a segurança da sociedade.

por Paulo Ricardo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *