Material para DNA de 2 mortos carbonizados em acidente

O Instituto Médico Legal de Sinop informou que amostras de material dos corpos das duas vítimas carbonizadas em um trágico acidente na BR-163, no último domingo, serão enviadas para Cuiabá a fim de realizar exames de DNA para identificação. As vítimas, uma mulher e um homem, estavam em um veículo GM S10 que colidiu e pegou fogo ao colidir com um Honda Civic, ficando completamente destruído. O condutor da caminhonete, identificado como Daniel Inácio, que foi socorrido em estado grave ao hospital regional de Sinop, teve o falecimento confirmado nesta terça-feira, elevando o número de vítimas fatais para quatro.

Apesar dos esforços, as autoridades não conseguiram identificar os corpos por meio dos exames de papiloscopia (impressão digital). Diante dessa dificuldade, o exame de DNA se faz necessário para esclarecer a identificação das vítimas. Até que os resultados sejam concluídos, os corpos permanecerão sob custódia no IML de Sinop.

Entre as vítimas do acidente estava Anderson dos Santos Caetano, de 30 anos, morador de Sinop e trabalhador em uma mecânica auto center. Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito preso às ferragens do Honda Civic. O motorista da caminhonete e um passageiro do automóvel também foram socorridos, sendo o primeiro encaminhado em estado grave para o hospital.

A Polícia Civil investiga a dinâmica da colisão, classificada como frontal, e aguarda o laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica para determinar as causas do trágico acidente. A comunidade de Sinop se encontra abalada com a perda dessas vidas, e os familiares das vítimas enfrentam momentos de profunda dor e tristeza. Que as autoridades tenham sucesso na identificação das vítimas e que esse episódio trágico sirva como alerta para a importância da prudência e da segurança no trânsito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *