Emanuel é detonado por 17 operações policiais: “A Prefeitura não sai da pauta da corrupção”

O secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, levantou preocupações sérias sobre a atual gestão de Emanuel Pinheiro à frente da Prefeitura de Cuiabá. Em uma entrevista à Rádio Cultura de Cuiabá, Garcia destacou que a administração enfrenta um histórico alarmante de 17 operações policiais relacionadas a suspeitas de desvio de dinheiro público, o que coloca a corrupção como o principal problema enfrentado pelo governo municipal.

Segundo o secretário, a recorrência dessas operações policiais é um fato inédito na história da cidade, gerando grande preocupação e abalando a confiança da população nas instituições públicas. A constante presença da Prefeitura de Cuiabá nas páginas policiais tem prejudicado sua imagem e capacidade de atender às necessidades da comunidade.

Uma das principais questões levantadas por Garcia é a dificuldade em resolver os problemas locais quando há empecilhos relacionados à transferência de recursos e à administração do dinheiro público. Ele argumenta que, em muitos casos, a responsabilidade por obras e projetos é do Estado, e o papel do prefeito é apenas autorizar as ações. Nesse sentido, ele questiona por que haveria tanta resistência ou demora na execução de obras que a população tanto necessita, como as de pavimentação, por exemplo.

Para o cidadão comum, o que realmente importa é a conclusão das obras e serviços essenciais para a comunidade, independentemente de quem as execute. Portanto, a atuação conjunta entre a Prefeitura e o Estado é fundamental para atender às demandas da população com eficiência e transparência.

A entrevista do secretário-chefe da Casa Civil destaca a importância de enfrentar a corrupção e estabelecer uma gestão ética e responsável, que priorize os interesses da população e promova a aplicação adequada dos recursos públicos. Restaurar a confiança dos cidadãos nas instituições governamentais é fundamental para construir uma cidade melhor e mais justa para todos os cuiabanos. O desafio agora é promover mudanças significativas e efetivas para garantir uma administração íntegra e comprometida com o bem-estar da comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *