Saúde

Menino de 3 anos morre de pneumonia por falta de UTI na 4ª maior cidade de MT

O menino Bernardo Viana Goulart, de 3 anos, morreu no último domingo (9), vítima de uma pneumonia. Apesar do caso grave, Sinop (500 km ao norte de Cuiabá e 4ª maior cidade do Estado), não possui leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em funcionamento e quando a transferência foi feita para o Hospital Regional de Sorriso (420 km ao norte) já era tarde demais e ele acabou falecendo.

Antes de ser internado, a mãe do menino procurou por três vezes atendimento entre os dias 1º e 4 de julho na Policlínica Menino Jesus e em duas delas Bernardo foi medicado e enviado para casa.

Na terceira vez, o caso já era grave e ele foi internado, sendo transferido para Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Foram dois dias internados nesse hospital até que surgisse uma vaga de UTI no Hospital de Sorisso para onde ele foi transferido em 6 de julho.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o menino deu entrada no Hospital Regional em estado grave, com desconforto respiratório e precisando de oxigênio. No domingo ele apresentou piora, teve um derrame e acabou não resistindo.

Esse não é o primeiro caso de criança que morre por falta de UTI pediátrica em Sinop. Em março deste ano, duas crianças faleceram à espera de uma vaga. Em junho, uma menina de 3 anos, também com pneumonia, morreu por causa da demora em conseguir uma vaga em UTI pediátrica.

Em março deste ano o Governo do Estado anunciou a abertura de 10 leitos de UTI pediátrica no Hospital Regional de Sinop, em um prazo de 30 dias. Quase quatro meses depois ainda não há previsão de quando os novos leitos vão ser abertos. A SES afirma que a empresa não cumpriu os prazos contratuais e foi necessário romper o contrato. Já a empresa informou que irá recorrer da decisão junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *