“Disciplina do CV” é preso após espancar homem em Cuiabá

Getting your Trinity Audio player ready...

Um dos autores de uma sessão de espancamento e tentativa de homicídio ocorrida no início de maio, no bairro Novo Colorado, em Cuiabá, foi preso preventivamente nesta terça-feira (30) pela equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá.

A vítima, do sexo masculino, de 40 anos, foi espancada no dia 04 de maio e encontrada ensanguentada, queixando-se de muitas dores. Ela relatou que estava sozinha em casa, quando foi chamada do lado de fora da casa por um homem que não conhece. Quando saiu, já recebeu um golpe e depois se seguiram as agressões por parte de cinco pessoas, armadas com pedaços de madeira com pontas de parafuso. O grupo dizia que integrava uma facção criminosa e cumpria ordem do ‘tribunal do crime’. Após o espancamento, um dos criminosos apontou uma arma para a cabeça da vítima e somente não concluiu o disparo porque uma mulher entrou na frente e implorou que não matasse a vítima.

De acordo com o atendimento prestado pelo Samu, a vítima sofreu fratura em um dos braços, além de várias lesões e hematomas e foi encaminhada ao hospital municipal.

Em diligências para esclarecer o crime, a equipe do cartório de crime de homicídio tentado da DHPP identificou, onde a vítima morava, sinais de agressão física no local, como sangue próximo à quitinete, além de pedaços de madeira dentro e fora do conjunto de quitinetes. Testemunhas ouvidas na delegacia especializada apontaram como foi o ritual de espancamento.

Com base nas informações coletadas, a equipe da DHPP apontou dois envolvidos, inicialmente, no crime. Nas diligências realizadas no dia 05 de maio pela DHPP e Polícia Militar, um dos autores, A.D.S. foi preso em flagrante, mas liberado em audiência de custódia.

Em interrogatório, o autor do crime negou qualquer envolvimento no caso, inclusive, se passou por amigo e patrão da vítima no segmento de pintura predial. Contudo, as informações reunidas nas diligências e corroboradas no próprio depoimento do investigado é de que após uma discussão entre a vítima e sua esposa, esta deixou a casa e foi a procura de integrantes de uma facção para solicitar providências, sendo que a pessoa procurada foi o autuado A.D.S.

O delegado Caio Fernando Albuquerque autuou o criminoso por homicídio qualificado tentado e por integrar organização criminosa. A Polícia Civil encaminhou representação à Justiça pela conversão do flagrante em prisão preventiva, que foi posteriormente deferida pelo Núcleo de Inquéritos Policiais da Capital.

Depois do cumprimento do mandado judicial, A.D.S. foi encaminhado para a Polinter, onde aguardará apresentação em audiência de custódia nesta quarta-feira. A.D.S. tem registro criminal anterior e responde a ação penal de 2012 pelo mesmo crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *