Polícia Civil esclarece homicídio a mando de facção e prende autor de crime, veja o desfecho

O autor de um homicídio ocorrido a mando de facção criminosa em Rondonópolis teve a prisão preventiva representada pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa do município, após a conclusão do inquérito que apurou o assassinato de Ueverson Monteiro da Silva, de 35 anos.

A equipe da DHPP apurou que a vítima foi morta porque teria roubado um celular e também subtraído drogas da facção.

No dia 29 de janeiro deste ano, o corpo de Ueverson foi localizado, boiando, no Rio Vermelho. Ele tinha ferimentos no tórax causados por arma cortante e estava com as pernas e braços amarrados.

A equipe da DHPP apurou durante as diligências que o autor do homicídio foi V.B.C, 35 anos, que tem uma extensa ficha criminal, com passagens por tráfico de drogas, roubo, receptação, ameaça e corrupção de menores.

O criminoso ocupa o cargo de ‘disciplina’ de uma facção, a quem cabe aplicar castigos, torturas e execuções na região do Bairro Vila Canaã.

Ueverson foi morto porque teria praticado o roubo de um telefone celular na Vila Canaã e também por ter subtraído um recipiente com 32 porções de drogas pertencentes ao grupo criminoso. Desta forma, a vítima foi morta por vingança pelos atos que cometeu.

Com a identificação do autor do crime, a Polícia Civil representou pela prisão temporária de V.B.C, que foi cumprida no dia 24 de abril pela DHPP, com apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis.

De acordo com o delegado João Paulo Praisner, o inquérito policial instaurado foi concluído nesta semana e o autor indiciado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e por integrar organização criminosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *