Política

Mauro Mendes dá entrevista contundente, segura e descontraída no Programa Pânico

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (UB) deu entrevista ao programa irreverente Pânico, da Jovem Pan na manhã desta segunda-feira (24).

Com leveza, tranquilidade e extremamente são Mauro Mendes expos o novo cenário que o Estado vive. Mauro falou sobre as condições fiscais do atual governo, falou sobre invasões do Movimento Sem-Terra (MST), sobre as invasões, sobre a taxação de produtos importados e se posicionou sobre declarações sobre o atual governo Lula e o governo Bolsonaro.

Os entrevistadores do Programa Pânico, que no ano passado passaram apoiando o governo e a reeleição de Jair Messias Bolsonaro (PL), fizeram algumas provocações ao “governo do amor”. Uma das questões feitas à Mauro, foi sobre o desmatamento ilegal, Emílio Surita que comanda o Pânico, questionou:

“Por que está desmatando mais, agora, no governo do amor do que no governo do genocida?”

Mauro respondeu que o desmatamento aumentou realmente, de forma legal, explicou que o desmatamento é um problema histórico e que se feito de forma correta, que corresponde a 20% do território do agricultor, ele é correto. Por outro lado condenou o desmatamento ilegal, e garantiu que o Estado de Mato Grosso tem um fiscalização forte em cima disso.

Com muita informação Mauro ainda rebateu as declarações do Ministro Fernando Haddad, sobre taxação e reforma tributária e se posicionou contra esta última e disse que se tiver prudência, não vê problemas.

Sobre o MST, Mauro foi duro contra as invasões:

“Não dá para tolerar, a propriedade é algo sagrado”, disse o Chefe de Estado.

Disse ainda que o Estado ainda vai proteger o cidadão de invasões.

por Paulo Ricardo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *