Continua preso petista que matou bolsonarista a tiros

Juiz da 3ª Vara de Jaciara, magistrado Ednei Ferreira dos Santos, manteve a prisão de Edino de Abadia Borges, que matou a tiros Valter Fernando da Silva. Suspeito é petista e matou a vítima, que era bolsonarista, por divergências políticas.

Conforme noticiado pela reportagem, crime ocorreu no domingo (19) em um bar no Distrito de Selma, em Jaciara (144 km ao sul de Cuiabá).

Testemunha afirmaram que o suspeito e a vítima estavam bebendo e discutiram em um determinado momento por divergirem politicamente.

Após a morte de Valter, Edino se entregou à polícia no final da tarde de terça-feira (21). Contudo, por já ter um mandado de prisão preventiva em aberto, o suspeito ficou detido desde sua apresentação.

Posteriormente, Edino foi submetido à audiência de custódia, ocasião em que o magistrado avaliou o pedido de soltura impetrado pela defesa do suspeito.

Contudo, ao analisar o requerimento, negou liberdade a Edino, apontando que a apresentação espontânea não é motivo que garanta revogação da prisão preventiva.

“[…] assim, considerando que não houve qualquer fato novo que pudesse dar ensejo à revisão da decisão, MANTENHO a segregação cautelar deste, pelos mesmos fundamentos expedidos na decisão proferida nos Autos”, narra trecho da decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *