Polícia

Bioquímico é preso por estuprar cinco crianças em MT durante atendimentos

Um idoso de 67 anos foi preso nesta quarta-feira (15.03), pela Polícia Civil, pelo crime de estupro de vulnerável cometido contra quatro vítimas na cidade de Itiquira.

A Delegacia da Polícia Civil do município instaurou inquérito para apurar o crime a partir das denúncias feitas no dia 04 de março, quando as mães das vítimas procuraram a unidade policial relatando os crimes.

P.A.C., bioquímico que atuava no município e é bastante conhecido na cidade, fazia atendimentos domiciliares, especialmente a pessoas idosas para aferição de pressão e coleta de material para exames. Os atendimentos eram, especialmente, a pessoas que tivessem crianças em casa.

Conforme a investigação apurou, ele se aproveitava do descuido dos idosos durante o atendimento nas residências e tocava intimamente as crianças. Em duas residências, ele cometeu o crime contra duas irmãs de oito e quatro anos e contra outras duas, primas, de oito e seis anos.

Uma vítima contou para a mãe, que confirmou o fato com a segunda criança. A mãe das crianças procurou então a Delegacia de Itiquira para denunciar o crime. As quatro crianças foram ouvidas em depoimento especial e relataram como o investigado as abordou e como os crimes ocorreram.

O delegado Felipe Neto explicou que durante a investigação foi constatada uma quinta vítima do idoso, que hoje tem 14 anos. A adolescente foi ouvida também em depoimento especial e contou que foi abusada pelo idoso quando era criança. “O investigado se aproveitou da confiança que tinha das pessoas, durante os atendimentos que realizava nas residências, para abusar das vítimas”, declarou o delegado, informando ainda que não houve conjunção carnal, mas os toques íntimos também caracterizam o crime de estupro de vulnerável.

Diante do material coletado, o delegado representou pela prisão preventiva do bioquímico, que foi decretada na terça-feira.

Após ser ouvido na delegacia, o idoso apresentou um suposto surto psicótico e foi levado a um hospital psiquiátrico em Rondonópolis no fim da semana passada. Contudo, nesta quarta-feira, a

a equipe do hospital relatou aos policiais civis que o investigado não estava com nenhum problema psiquiátrico e foi liberado.

A equipe da Delegacia de Itiquira cumpriu o mandado de prisão e o agressor foi encaminhado à Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa, em Rondonópolis

Após o cumprimento da prisão e divulgação do caso na imprensa, a Delegacia de Itiquira chegou mais quatro denúncias nesta quarta-feira de abusos cometidos pelo idoso, contra vítimas com o mesmo perfil.

Por J1 Agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *