Mauro nega explorar garimpo em parque e dispara contra deputado: “mede pela régua dele”

O governador Mauro Mendes (União) classificou como “mentira descarada e irresponsável” a denúncia do deputado estadual Valdir Barranco (PT) de exploração de garimpo no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Segundo a denúncia, entregue a ministra Marina Silva (Meio Ambiente), o filho do chefe do Palácio Paiaguás seria sócio de uma empresa que estaria explorando o minério na região.

A denúncia surge quando o Governo do Estado busca ter uma concessão para poder gerir o Parque Nacional. “É lamentável que um deputado faça mentira descarada e irresponsável, como fez o deputado Barranco”, disparou.

O governador destacou que seguirá com as tratativas para obter o aval do Governo Federal para gerir o parque. O projeto do Estado é de investir R$ 200 milhões na região.

Segundo Mauro, o objetivo principal da proposta é fomentar o turismo na região, algo que não acontecerá caso faça esses investimentos em parques estaduais distantes dos grandes centros, como o Cristalino, localizado há mais de 1 mil quilômetros da Capital.

“Qual que é mais lógico, você investir num parque há 1 mil km daqui, onde não vai ninguém praticamente o ano inteiro, não tem atrações turísticas, longe dos aeroportos, dos grandes centros urbanos, ou investir num parque daqui do nosso lado, tendo em vista os investimentos no turismo que estamos fazendo no Estado”, questionou.

Mauro destacou que o Governo tem realizado uma série de investimentos para fomentar o turismo na Baixada Cuiabana, citando o Parque Novo Mato Grosso e as orlas de Santo Antônio do Leverger e Barão de Melgaço. “As pessoas falam muita bobagem, falam besteira demais. O Parque Nacional de Chapada faz parte deste rol de investimentos que estamos fazendo para potencializar o turismo na Baixada Cuiabana”.

“As pessoas medem os outros pela régua delas. Tem muita gente que faz malandragem, que acha que tudo que os outros fazem tem malandragem”, disparou.

por J1 Agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *