CV promete cobrança “radical” contra autor de chacina em MT; Vídeo

Autor da chacina que matou sete pessoas em Sinop na última terça-feira (21), Edgar Ricardo de Oliveira, 30 anos, deu entrada na Penitenciária Central do Estado nesta sexta-feira (24). Ele foi transferido para Cuiabá por conta do clamor social que envolveu o crime, o que acabava ameaçando sua segurança num presídio no Norte do Estado.

Além disso, postagens atribuídas ao Comando Vermelho apontam que Edgar corria risco na região. A facção nega qualquer participação no episódio, em que uma das vítimas é uma adolescente de 12 anos, morta com um tiro de calibre 12 pelas costas.

“Não temos nenhum envolvimento com os fatos e se os envolvidos parar na nossa mão, será cobrado de forma radical”, diz trecho do comunicado atribuído à facção.

comunicado cv.jpg

Vídeos mostram a entrada de Edgar na PCE. Ele já aparece usando o uniforme do presídio e é cercado por vários agentes da segurança pública.

Segundo as informações, Edgar ficará numa cela no Raio 8 da unidade prisional. O sistema neste raio é semelhante ao RDD (Regime Disciplinar Diferenciado), onde ele deve ficar isolado durante praticamente todo o dia e ter apenas duas horas diárias de banho de sol.

CHACINA

Sete pessoas que estavam em um bar acabaram mortas após uma discussão por causa de uma disputa na sinuca. Informações preliminares são de que os dois atiradores perderam cerca de R$ 4 mil no jogo e após terem sido zombados por isso, decidiram se vingar.

As vítimas foram identificadas como Larissa Frazão de Almeida, de 12 anos, Getúlio Rodrigues Frazão Júnior, de 36 anos, Adriano Balbinote, de 46 anos, Orisberto Pereira Souza, de 38 anos, Josué Ramos Tenório, de 48 anos, Maciel Andrade Costa, de 35 anos, e Elizeu Santos da Silva, de 47 anos.

Após o crime, Edgar e Ezequias foram identificados como autores do crime por meio das imagens das câmeras de segurança e através de depoimentos de testemunhas. A Secretaria de Segurança Pública designou uma força-tarefa para auxiliar nas buscas aos assassinos, com envio de agentes do Bope e do Ciopaer.

Ezequias morreu no fim da tarde de quarta-feira em confronto com policiais do Bope. Já Edgar foi preso na manhã de quinta, após negociar sua rendição com o delegado de polícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *