Idosa que ficou mais de um ano em estado vegetativo, faz tratamento com oxigenoterapia hiperbárica no HMC

Idosa, Luiza Gonzaga de Souza, 85 anos, que permaneceu em estado vegetativo no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) por um ano e dois meses faz tratamento com oxigenoterapia hiperbárica e é acompanhada por equipe de multiprofissionais. Ela continua hospitalizada e apresenta melhoras gradativas. 

A filha da idosa, Elismar Gonzaga de Souza, 53 anos, foi quem teve a experiência inédita no mês de dezembro de 2022: Ver a mãe despertar e falar pela primeira vez depois de tanto tempo. ‘Emocionante’, essa foi a definição de Elismar. 

“Eu sempre tive fé na recuperação da minha mãe e durante todo esse tempo eu vivia estimulando ela. Até que, certo dia, eu chamei ela: ‘Mãe’ e ela respondeu: ‘O que é?’, foi tão gratificante, nunca vou esquecer”, contou Elismar. 

Segundo ela, a idosa posteriormente começou a pronunciar mais palavras. “Ela não fica muito tempo conversando, mas ela responde as nossas perguntas. Ela já se mexe e se alimenta. É uma alegria imensa, pois antes ela não correspondia, não esboçava reação alguma, ela estava rígida e com os olhos fechados”, revelou. 

“Hoje ela já retomou a consciência e lembra algumas situações vividas. Em outros momentos ela esquece, mas acredito muito na sua recuperação total, pois eu percebo a melhora gradativa no tratamento desde quando ela despertou”, completou Elismar. 

Conforme Elismar, a mãe estava com a pele muito sensível, fato este que causou algumas lesões e precisou de tratamento com oxigenoterapia hiperbárica. 

“A oxigenoterapia hiperbárica é fenomenal. Ela recuperou muito bem depois que iniciou esse tratamento. E tudo pelo SUS, uma benção todo esse cuidado”, destacou. 

Para o filho da idosa, Eginaldo Gonzaga, o Hospital Municipal de Cuiabá é excelente. “Sempre vou levar comigo esse acolhimento que estamos recebendo”, ressaltou. 

Segundo Paulo Rós, diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), que administra o HMC, sob a gestão Emanuel Pinheiro, a idosa Luiza Gonzaga, e é acompanhada por equipe de multiprofissionais e já realizou mais de 90 sessões de oxigenoterapia hiperbárica. 

“A gestão Emanuel Pinheiro é pioneira no tratamento com oxigenoterapia hiperbárica, poucos hospitais públicos do país oferecem esse recurso”, lembrou Rós. 

O diretor-geral, Paulo Rós, informou ainda que, como a idosa ficou muito tempo em estado vegetativo, havia sido solicitado o home care. 

“Mas, com a surpreendente melhora, talvez não seja mais necessário e o processo de desospitalização poderá acontecer, através do Programa Melhor em Casa, executado pelo município de Cuiabá, que leva os cuidados especializados de atenção domiciliar”, explicou. 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, quando soube a história da idosa ficou radiante. 

“A recuperação da dona Luiza é de encher o coração de alegria, pois acordar de um coma após um ano e dois meses é surpreendente.  Ela é exemplo de força e determinação, fico imensamente radiante porque ela teve todos os cuidados decisivos no HMC para a sua recuperação. Torço para que dona Luiza volte logo para casa”, enfocou o prefeito.  

A idosa Luiza Gonzaga é acompanhada pelas equipes médica, enfermagem (enfermeiros e técnicos em enfermagem), nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia, comissão de feridas e tratamento especializado com a oxigenoterapia hiperbárica.

por CRISTIANE GUERREIRO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *