Política

Abílio duvida de vandalismo em Brasília e pode ser punido por propagar fake news

Deputado federal diplomado por Mato Grosso, Abílio Brunini (PL) nem assumiu o cargo e já pode ser punido. Em uma live nas redes sociais, gravada na semana passada, ele colocou dúvidas sobre os atos de vandalismo em Brasília, durante o ataque antidemocrático do último dia 8.

O ex-vereador divulgou vídeo em seus perfis de redes sociais questionando os danos que os vândalos causaram no salão verde da Câmara Federal.

Abílio é apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), assim como vândalos que invadiram o Congresso, o Palácio do Planalto e a sede do Supremo Tribunal Federal (STF). 

A responsabilização dele e de outros parlamentares que divulgaram infomações falsas sobre o caso foi informada hoje (16), pelo presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP).

“Todos que tiveram responsabilidades serão punidos, inclusive parlamentares que postaram vídeos publicando inverdades sobre as agressões ao prédio da Câmara. Todos viram, foi gravíssimo. Um parlamentar eleito não pode divulgar informações que não condizem com a realidade”, disse Lira. 

Hoje, Lira disse que cerca de 400 pessoas trabalharam durante a madrugada do dia 9 para que houvesse uma sessão parlamentar para a votação da intervenção federal na segurança em Brasília.  

Os candidatos a deputado federal eleitos no ano passado foram diplomados no dia 19 de dezembro. A posse nos cargos está programada para 1º de fevereiro.

por Reinaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *