Pacheco repudia ato terrorista em Brasília e diz que não há espaço para terrorismo no Brasil

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, anunciou que os procedimentos de segurança para a posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, serão reavaliados após a Polícia Civil do Distrito Federal descobrir um plano envolvendo explosivos, formatado por pessoas que contestam o resultado das eleições. O empresário George Washington de Oliveira foi preso, após ter montado um artefato explosivo e acoplado o dispositivo a um caminhão-tanque de combustível no intuito de causar uma explosão nos arredores do Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, neste domingo (25).

Fonte: Agência Senado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *