Policial

Polícia resolve o caso de casal encontrado carbonizado em MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), concluiu o inquérito policial que apurava o crime de duplo homicídio, ocorrido no mês de abril, em que o corpo de um casal foi encontrado carbonizado. 

Nas investigações, duas pessoas tiveram a participação identificada no crime, sendo que um dos suspeitos teve o mandado de prisão cumprido, na última sexta-feira (16.12), na Cadeia Pública de Primavera do Leste, onde já se encontrava preso. O segundo identificado também teve a ordem de prisão decretada pela Justiça e é considerado foragido. 

Os investigados foram indiciados pelos crimes homicídio duplamente qualificado pelo motivo torpe e com emprego de fogo. 

O crime que vitimou o casal, Janelise Gonçalves Mota e João Vitor Ribeiro da Silva, ocorreu no dia 22 de abril, no local conhecido como “Estrada da Galileia, zona rural de Rondonópolis, onde os corpos das vítimas foram encontrados carbonizados. 

Assim que tomou conhecimento dos fatos, a equipe da DHPP de Rondonópolis iniciou as investigações, descobrindo que o casal estava envolvido no crime de latrocínio, que vitimou Laudemy de Souza Serafim, ocorrido dias antes, na data de 17 de abril, no município de Primavera do Leste. 

Após o crime, o casal fugiu para Rondonópolis, onde se hospedou em um hotel no centro da cidade, sendo as vítimas encontradas mortas dias depois. 

Segundo as investigações da DHPP, o filho da vítima do latrocínio é integrante de uma associação criminosa e encomendou a morte do casal, com o fim de vingar a morte do pai. Além do mandante do crime, as investigações também identificaram o suspeito envolvido na execução do casal.

Diante dos fatos, a delegada responsável pelas investigações, Karla Peixoto Ferraz, representou pela prisão preventiva dos suspeitos, que foi deferida pela Justiça. O mandado de prisão contra o executor foi cumprido na Cadeia de Primavera do Leste, onde ele já estava preso por outro crime. 

A equipe da DHPP continua as diligências para localizar e prender o mandante do crime.

por PJC-MT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *