Delegado da Aprosoja e mais três são presos em manifestação na BR-163

De acordo com a Polícia Militar, três pessoas foram presas hoje de madrugada por furtarem pneus de uma borracharia e depois usarem para incendiar em um bloqueio na Br-163, em Nova Mutum.

Entre os presos, está o delegado suplente da Aprosoja de Nova Mutum, Vilso Gabriel Brancalione, de 25 anos. Com ele, estavam João Pedro de Lima Ceolin, de 25 anos, e Felipe Carvalho Dreffeck, de 28 anos.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, após denúncia de que os manifestantes haviam furtado os pneus e colocado fogo na rodovia, policiais foram até a BR-163 e, no local, encontraram os suspeitos.

Caminhonete foi usada por manifestantes presos em Nova Mutum (Foto: Djeferson Kronbauer)
Assim que os policiais chegaram ao local, de acordo com a PM, um dos manifestantes teria atirado contra os policiais e, depois os três teriam fugido em uma caminhonete.

O veículo foi abandonado em uma propriedade rural da região. Após buscas policiais, os três acabaram se entregando. Além da caminhonete, os policiais apreenderam armas e celulares.

De acordo com a PM, os três confessaram que furtaram os pneus e que usaram para atear fogo na rodovia. Eles devem responder por por furto, disparo de arma de fogo, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, ameaça, crimes contra a paz pública, direção perigosa, bloquear via com veículo, entre outros crimes.

Em nota, a Aprosoja-MT afirmou que entende que toda manifestação, desde que pacífica, é amparada pela Constituição Federal. Porém, “afirma veementemente que não colabora e tampouco apoia atos de vandalismo ou ações que infrinjam as Leis e a Carta Magna.”

por Primeira Página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *