Deputados já se articulam para a eleição da Mesa; Botelho, Janaina e Max estão de olho na presidência

O deputado estadual Eduardo Botelho (União) já está se articulando, nos bastidores, a fim de garantir sua permanência à frente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na próxima legislatura. Apesar de à imprensa alegar que ainda é cedo para tratar do assunto, o parlamentar tem a pretensão de continuar na presidência da Casa de Leis no próximo biênio.

Para permanecer no posto, ele já teria aberto diálogo com os demais parlamentares, inclusive com os novatos, em busca de apoio para a eleição, que ocorre em 1º de fevereiro, logo após a posse dos eleitos.

Botelho preside o Legislativo de Mato Grosso desde 2017, sendo reeleito por três vezes consecutivas para os mandatos bienais.

Ele, contudo, parece não ser o único interessado na cadeira de presidente. A deputada estadual Janaina Riva (MDB), a parlamentar mais votada do pleito deste ano, também não esconde o interesse em presidir o Parlamento de Mato Grosso.

Apesar disso, ela reconhece que terá dificuldades de aglutinar apoio devido ao grande conservadorismo instalado na Assembleia.

Janaina foi reeleita deputada estadual no pleito deste ano. Este é o terceiro mandato da emedebista, que nas duas últimas eleições foi a parlamentar mais votada. Desde 2014, ela é a única mulher no Parlamento estadual, e desde 2019, ocupa o cargo de vice-presidente.

Outro que também pode vir a se movimentar para disputar a presidência do Parlamento é o deputado Max Russi (PSB), que atualmente ocupa o cargo de primeiro-secretário da Casa de Leis.

por Kamila Arruda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *