Viúva e amante que executaram o marido em Mato Grosso

Um casal foi preso nesta terça-feira (23) acusado de matar Edmilson Ferreira da Silva, 46, em março do ano passado. Até hoje o corpo da vítima não foi localizado. Presa na operação Súcubo a viúva da vítima e o amante. Ambos planejaram juntos o crime e fugiram para Goiás, onde foram presos mais de um ano após a morte.

Segundo informações da Polícia Civil, as apurações começaram após o irmão da vítima registrar queixa de seu desaparecimento em Rondonópolis. No decorrer da apuração, os agentes descobriram que nãos e tratava de um sumiço, mas execução.

A mulher L.B.P, 40, mantinha um relacionamento extraconjugal com G.M.C.F., 58. Juntos, eles passaram meses premeditando o crime.

De acordo com a investigação, a mulher de Edmilson passou detalhes do dia a dia da vítima para seu comparsa e arquitetaram o homicídio. Na data do crime, G.M.C.F veio a Rondonópolis e, junto com a mulher, executou a vítima. Logo após o crime, ela foi para Goiânia, onde seu amante já residia.

O casal responde por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Apreensões

Durante a operação deflagrada nesta terça-feira, as equipes policiais flagraram diversos animais silvestres mantidos em cativeiro nos endereços alvos das buscas. Os animais foram encaminhados à Delegacia de Meio Ambiente de Goiânia para apuração das responsabilidades.

O nome da operação, Súcubo, faz referência a uma personagem mitológica de um demônio com aparência feminina, que invade o sonho dos homens a fim de ter uma relação sexual e lhes roubar a energia vital.

Redação com GD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *