Wellington anuncia Rosana Martinelli na 2ª suplência, na disputa pelo Senado

O senador Wellington Fagundes (PL)  – que busca a reeleição – anunciou no final da manhã desta terça-feira (23), o nome da ex-prefeita de Sinop (500km de Cuiabá), Rosana Martinelli (PL), como a sua segunda suplente na chapa à Senatória, neste pleito de outubro.

O primeiro suplente é o empresário Mauro Carvalho (UB) – que foi anunciado no último dia das convenções -, no dia 5 de agosto, na oficialização da coligação PL com o União Brasil. 

Rosana não vai representar na chapa somente o Nortão, mas ela traz também a representatividade feminina, como alguém que fez muito sucesso à frente de uma das principais cidades de Mato Grosso

“Rosana não vai representar na chapa somente o Nortão, mas ela traz também a representatividade feminina, como alguém que fez muito sucesso à frente de uma das principais cidades de Mato Grosso”, disse.

O nome de Rosana era dado como certo nos bastidores, já há um certo tempo. Vale lembrar que o ‘corre-corre’ da substituição só ocorreu após o segundo suplente, o ex-vereador de Nova Mutum, Joaquim Diogenes(PSB), desistir da disputa e o presidente da sigla, Max Russi anunciar que o partido não apontaria outro nome, mesmmo continuando a fazer parte do grupo que dá apoio à reeleição de Mauro Mendes(UB), ao Governo do Estado.

Na semana passada, quando iniciou a campanha eleitoral Mauro Carvalho chegou a dizer que o nome de Rosana era bem vindo para o grupo. Martinelli chegou, inclusive, a se reunir com o presidente Jair Bolsonaro (PL), nos últimos dias para articular a segunda cadeira na chapa de Fagundes. 

O nome da ex-prefeita de Sinop foi indicado pelos 15 prefeitos do Nortão que compõe o Consórcio de Desenvolvimento Intermunicipal e Ambiental Vale do Teles Pires (Cidesa) para que fosse a segunda suplente na chapa de Wellington Fagundes.

Bolsonarista, Rosana também é cotada para coordenar a campanha presidencial na região Norte.

Quem é Rosana

Rosana deixou a Prefeitura de Sinop, em 2020, e ajudou a eleger o sucessor, o atual prefeito Roberto Dorner (Republicanos).

A ex-prefeita deixou a gestão com alto índice de aprovação e com uma gestão de eficiência reconhecida.

No ranking Escala Brasil Transparente (EBT) elaborado pela Controladoria-Geral da União, Sinop tinha o maior índice de transparência do Estado de Mato grosso. O município ainda conquistou a 24ª colocação no ranking nacional.

por Luciana Nunes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *