conecte-se conosco


Política MT

William Cardoso será coordenador de Pedro Taques em VG

Publicado

em

O cônsul adido da Albânia, presidente de honra do PSDB, empresário William Cardoso, foi confirmado  nesta quinta-feira (09.08) como o coordenador  da campanha do governador Pedro Taques (PSDB) à reeleição, no município de Várzea Grande. Segundo calendário da Justiça Eleitoral a campanha começa oficialmente dia 16 de agosto.

William foi candidato em 2016 e desistiu da disputa. Em 2017 foi empossado cônsul e aceitou o convite de Taques para estar à frente no município. Cardoso tem militância histórica no PSDB e é filiado há 15 anos no partido.

Em entrevista ao MT de Fato, William disse que ainda não definiu a equipe que estará na coordenação, mas pretende manter boa parte do grupo de profissionais que esteve na coligação, mesmo após sua saída da disputa.

Ele adiantou que o comitê deverá funcionar, no mesmo local, onde o partido acolheu as coligações que fizeram parte do arco de alianças costurado por ele,  na Avenida Filinto Müller no Bairro Água Vermelha.

O novo coordenador assume a função na campanha de Taques com o objetivo de fortalecer a unidade do grupo que é composto, além do PSDB, pelo PSL, PPS, PSB, Avante, Patriota, PRP, PRTB, Solidariedade e DC.

Fonte: Redação

Comentários Facebook

Política MT

TRE aciona Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral para investigar denúncia feita por senadora eleita

Publicado

em

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Márcio Vidal acionou a Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral para investigar a veracidade das informações transmitidas pela candidata eleita ao Senado, Selma Arruda, na tarde desta quinta-feira (14/12) em sua rede social.

Em vídeo veiculado no Facebook, a candidata eleita afirma ter sido extorquida três vezes para obter uma sentença favorável no TRE-MT.

O presidente do TRE ressalta que nenhuma denúncia envolvendo servidores ou magistrados da Instituição passará incólume. Se comprovada a veracidade da mesma, todos os envolvidos serão responsabilizados nos termos da lei. A mesma regra se aplica à eleita, se comprovada que as informações por ela repassadas são inverídicas.

O Tribunal reafirma o compromisso de adotar todas as medidas necessárias para garantir a transparência, a lisura e a integridade de suas ações na condução processual.

Todas as prestações de contas dos candidatos estão sendo analisadas com rigor técnico e de acordo com os trâmites legais. A Justiça Eleitoral destaca a importância desse procedimento, uma vez que é nessa ocasião que se afere a legalidade e legitimidade dos recursos utilizados na campanha, como forma de combater o abuso do poder econômico e político, bem como das condutas de falsidade ideológico eleitoral (caixa dois).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana