conecte-se conosco


Cultura

Vinho de Jabuticaba é fabricado artesanalmente por agricultora familiar

Publicado

em

Quem visita a produtora rural Iracy Serenini Falácio, de 60 anos, se surpreende ao degustar uma bebida artesanal produzida com frutas vindas diretamente do seu quintal. Moradora da comunidade Lar Benvindo, no município de Mirassol D’Oeste (300 km a Oeste de Cuiabá), dona Iracy produz, a cada temporada, mais de 50 litros de vinho de jabuticaba, que se tornou famoso na região. A bebida, produzida na propriedade há mais de quatro anos, não possui nenhuma adição de produtos químicos, e fica pronto para o consumo após 50 dias de preparo.

A produtora também é conhecida na região pela produção de doces em compota, cristalizados e em barra, requeijão e licor. Na propriedade em que mora há um pomar no quintal, com diversas frutas tais como jabuticaba, figo, goiaba, banana, caju, jaca, manga e outras. Ela explica que com a fruta da jabuticaba faz geleia, licor, bolo, suco e vinho. “Quando fizemos aqui em casa pela primeira vez o vinho, os clientes ficaram interessados e gostaram do sabor, desde então, continuamos a produzir, mesmo que em pequena escala”, explica.

Ela recorda que em 2010 recebeu a receita da extensionista da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Maria da Conceição Saminêz Silva, e fabricou o vinho pela primeira vez, com uma produção de 19 litros. Este ano, já produziu mais de 50 litros de vinho e está comercializando na região por R$ 25,00 a garrafa. “Gostaria de aumentar a produção, mas a saúde hoje não ajuda muito. Para produzir vinho é necessário gostar da atividade, ter capricho, dedicação, higiene e paciência,” enfatiza.

A família trabalha na propriedade há 32 anos. O seu marido Luiz Roberto Falacio é o funcionário responsável pela lida com bovinos de corte e serviços gerais, e a filha Rosiely de Fátima Falácio ajuda na produção de doces e vinho. No pomar, as jabuticabas são selecionadas para a produção de vinho, lavadas e depositadas em um tambor de 50 litros, e ficando em infusão por 40 a 50 dias. A produtora explica que é necessário macerar a fruta a cada três dias, mexendo no tambor, além de verificar o grau de fermentação e experimentar o produto.

A extensionista da Empaer, Maria Conceição, destaca que a produtora atende as Boas Práticas de Fabricação (BPF) tanto na produção de doces como de vinho. Conforme Conceição, foram repassadas informações e orientações sobre a manipulação, o preparo e o armazenamento das frutas. Desta forma são obtidos benefícios, entre eles, menor desperdício, produção mais econômica e menor risco para a população consumidora.

Conforme Conceição, a elaboração de vinhos e doces para consumo próprio é uma prática observada com frequência na agricultura familiar. O vinho, mesmo quando produzido em pequena escala, é um dos produtos que podem ser comercializados pelo agricultor, viabilizando economicamente a propriedade e contribuindo para a renda da família.

Receita de vinho

Para a produção do vinho, a extensionista da Empaer sugere uma receita que pode ser feita em casa e destaca os únicos ingredientes: jabuticaba e açúcar. Ela explica que para cada 10 litros de jabuticabas inteiras é necessário usar um quilo de açúcar. A seguir, o modo de preparo: estoure as jabuticabas e coloque-as numa vasilha de plástico, cubra a superfície do suco com açúcar, tampe bem e deixe em descanso de 15 a 30 dias. Após este tempo, coe todo o suco utilizando uma peneira fina.

Segundo Saminez, é importante observar o teor de álcool (natural). Caso esteja baixo, pode ser acrecentado a gosto álcool de cereais à 40 graus. O líquido, no ponto certo, deve ser colocado em garrafas por um período de três meses. Durante este período, sacudir um pouco as garrafas para saída do gás. “Não sendo adotada esta medida, há o perigo de estourar a garrafa ou soltar a rolha, prejudicando a conservação do vinho que deve ter, na medida do possível, o teor alcoólico apenas da fruta”, concluiu.

Cultura

Praça dos Cururueiros será entregue aos moradores do Novo terceiro nesta segunda-feira

Publicado

em

Realizada por indicação do Vereador professor Mário Nadaf (PV), a Praça dos Curureiros, localizada no bairro Novo Terceiro será entregue à população nesta segunda-feira (19).

O espaço foi totalmente recuperado e agora oferece lazer às famílias, onde foram disponibilizadas ampla área com academia para prática de atividades esportivas de adultos e brinquedos para crianças, garantindo ainda a promoção de mais qualidade de vida para os moradores.

O parlamentar ponderou o trabalho realizado. “Gostaria de agradecer o Prefeito Emanuel Pinheiro, que prontamente acolheu nossa indicação junto com o Secretário José Roberto Stopa e o trabalho do nosso querido Presidente Antônio. Uma grande festa que o Novo Terceiro irá receber”, concluiu Nadaf.

“Há 28 anos a comunidade do Novo Terceiro está esperando essa obra. Nós temos feiras, música ao vivo durante a semana e idosos que utilizam a praça para exercício físico, a população está muito feliz com essa mudança.” Expressou o Presidente da Associação de Moradores, Tenente Antônio do Carmo.

A obra de revitalização foi realizada através de uma parceira entre a Prefeitura de Cuiabá, Secretaria de Serviços Urbanos e indicação do vereador Mário Nadaf.

Com início às 18 horas, o evento terá missa campal e roda de cururu com o Grupo Tradição Cuiabana do Coxipó. A praça fica ao lado do centro comunitário do Bairro.

Paula Andrade – Assessoria de Imprensa

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana