conecte-se conosco


Várzea Grande

Vereadora diz que fiscalização não funciona e rebate declarações de secretária de Meio Ambiente

Publicado

em

A vereadora Gisa Barros (PSB), criticou a Secretária Municipal de Meio Ambiente de Várzea Grande, Helen Farias, pelas declarações concedidas a um veículo de comunicação, sobre a determinação da pasta em  prender empresários que promovem eventos com som acima  do permitido no município.

Segundo Gisa, a secretaria é ineficiente, pois não conta com número de fiscais necessários para fiscalizar todos os eventos, nas várias regiões da cidade, principalmente nos finais de semana.

A parlamentar relatou que o Meio Ambiente cancela eventos quando lhe é conveniente, mas por outro lado não consegue atingir suas metas e objetivos, muito menos fiscalizar. Para a vereadora,

“Falar até papagaio fala nesta cidade, quando perseguem um empresário, eles vão lá e fecham a casa, toda sexta-feira tem fiscalização, mas é só neste dia que tem festa aqui?”, indagou.

Outro ponto apontado como negativo, pela vereadora é a demora na liberação e regularização de documentos.

“Veja um exemplo, quando um empresário quer legalizar fica mais de dois anos sem solução, dai você protocola um requerimento em junho, já estamos chegando em dezembro e não foi liberado.”

Gisa “rasgou” o verbo e disse que todo mundo faz festa na maior anarquia e ninguém faz nada.

“É fácil tagarelar em site, tem que trabalhar, porque toda vez que a gente procura por ela na secretaria, sempre esta na Sema, nunca despacha em seu gabinete, ela é secretária de Várzea Grande, ou trabalha na Sema? É fácil falar, cadê os funcionários desta bendita secretaria, ainda tem o absurdo de vereador solicitar documento e eles afirmarem que não podem fornecer, isto é inadmissível, onde vamos parar deste jeito?”, questionou.

Fonte: Redação

Várzea Grande

Ação integrada prende traficante com drogas, armas e munições no Parque Paiaguás

Publicado

em

Um traficante flagrado com drogas, armas e munições foi preso em flagrante, na manhã de domingo (17.02), em uma ação integrada da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), da Polícia Judiciária Civil, e Guarda Municipal de VG.Conhecido por atuar com o comércio de drogas na região, Augusto Cezar Pereira do Nascimento, 20, usava sua companheira, menor de idade e gestante, para transportar o entorpecente e não levantar suspeitas da Polícia.

Ele foi atuado pelos crimes de  tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido e corrupção de menores.

As diligências iniciaram após a equipe da Derf-VG receber informações sobre uma residência, cujo morador receptava produtos de crimes em troca de droga. Diante da denúncia, os policiais da Derf solicitaram apoio da Guarda Municipal para diligenciar até o endereço no bairro Parque Paiaguás II, onde o traficante foi abordado. Questionado, ele negou as acusações, autorizando a entrada das equipes na casa.

Dentro do imóvel, foram apreendidas 37 porções e outros 05 tabletes de maconha, espalhadas em diferentes pontos da casa, mais de R$ 160 em dinheiro, balanças de precisão, materiais para embalar entorpecente, além de um revólver calibre 38 escondido em um compartimento feito no colchão da cama e quarenta e sete munições.

Com ajuda do cão farejador da Guarda Municipal de Várzea Grande, foi localizado enterrado no quintal da casa, um galão com forte odor de maconha, porém vazio. A adolescente, de 17 anos, grávida também estava na residência.

Após o flagrante, Augusto assumiu que atuava no comércio ilícito. Ele afirmou que guardava a droga no referido galão, usava a arma de fogo para cobrar dívidas de usuários e para se defender de possíveis desafetos.

Em seguida, o suspeito foi levado à Derf-VG, interrogado e preso pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido e corrupção de menores.

De acordo com a delegada, Elaine Fernandes da Silva, a integração com a Guarda Municipal nesta ação foi fundamental até em razão da atuação de cães adestrados para o faro de drogas.

“Os cães são uma ferramenta de suma importância para garantir a segurança, celeridade e efetividade do trabalho policial. A Derf-VG agradece e parabeniza a iniciativa da Guarda Municipal que está agregando valores nas ações de segurança pública, com o emprego de cães treinados”, destacou Elaine Fernandes.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana