conecte-se conosco


Educação

Secretário de Várzea Grande é reeleito presidente da UNDIME de Mato Grosso

Publicado

em

Sílvio Fidelis foi reeleito presidente da entidade para o biênio 2019/2021

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, Sílvio Fidelis foi reeleito presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) seccional de Mato Grosso, em votação nesta sexta-feira, durante o 14º Fórum Estadual Ordinário que contou com a presença dos presidentes da Nacional, Alessio Costa Lima, Undime/SP, Luiz Miguel Garcia; Marcelo Malmann, Undime/RS e Marcelo Ferreira da Costa, Undime/GO.

Fidelis que já respondia pela presidência do órgão desde 2018, com a saída da então presidente Terezinha Assmann de Brasnorte, foi aclamado no pleito em chapa única com 64 componentes para o biênio de 2019/2021, tendo como vice o professor e dirigente Eduardo Ferreira, do município de Canarana.

Como presidente eleito, Sílvio pretende dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos no órgão com foco nos 141 municípios do Estado, articulando, mobilizando e integrando os dirigentes municipais de educação na construção e defesa de uma educação pública com qualidade social.

“São princípios básicos da Undime a democracia que garanta a unidade de ação institucional; afirmação da diversidade e do pluralismo; gestão democrática com base na construção de consensos; ações pautadas pela ética com transparência, legalidade e impessoalidade; autonomia frente aos governos, partidos políticos, credos e a outras instituições; visão sistêmica na organização da educação fortalecendo o regime de colaboração entre de todas as esferas”, pontuou o secretário.

Segundo ainda Fidelis, a entidade tem atuado fortemente nos municípios na busca de alternativas para o enfrentamento das dificuldades do dia a dia da educação básica. “Sabemos que temos mudanças e transformações enquanto no governo municipal, estadual e federal, mas é nos municípios que a demanda é maior e as melhorias devem começar desde uma Assessoria Pedagógica forte até um transporte escolar organizado, eficiente e garantido aos estudantes. Por isso a união entre todos os dirigentes municipais é importante”, declarou.

Em sua fala durante a abertura do 14º Fórum Estadual Ordinário, na quinta-feira, em Cuiabá, Sílvio Fidelis destacou a mobilização de todos os dirigentes municipais na construção e na defesa de uma educação pública com qualidade social. O secretário lembrou que é preciso exercer a democracia, na busca de alternativas, e da importância de estarmos consciente das nossas obrigações e, principalmente, das nossas decisões.  Ele agradeceu a participação de todos representantes da Undime, e da parceria da Prefeitura de Várzea Grande, lembrando os grandes investimentos que a gestão vem fazendo na Educação municipal.  “A Undime de Mato Grosso precisa estar sempre no caminho da discussão, no caminho de alternativas, porque nosso objetivo primordial é fazer uma Educação diferenciada”.

Sílvio Fidelis concluiu dizendo que Várzea Grande ganha ainda mais representatividade no cenário estadual com um dirigente do município a frente de uma entidade de vanguarda como a Undime, que desenvolve um trabalho sério sempre na dianteira das discussões em torno das políticas públicas que possam assegurar as melhorias na área educacional de todos os municípios mato-grossenses.

Fonte: Fred Nogueira – Secom/VG

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Educação

Mato Grosso está entre principais estados do país em número de presos estudando

Publicado

em

Atualmente são 2.556 reeducandos matriculados e 146 professores envolvidos na educação nas salas de aulas das unidades prisionais.

As salas de aulas dentro de 49 unidades prisionais do Sistema Penitenciário de Mato Grosso representam para muitos reeducandos a porta de entrada para uma nova oportunidade e a chance de seguir um rumo diferente na vida.

Neste ano, as 102 salas de aulas recebem diariamente 2.556 reeducandos que estão matriculados na educação básica. A Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, e a Penitenciária Regional Major Eldo Sá Corrêa, em Rondonópolis, abrigam o maior percentual de estudantes.

Coordenadora pedagógica da penitenciária de Rondonópolis, Creuza Ribeiro, explica que a unidade possui nove salas de aula para atender 253 reeducandos matriculados nos ensinos fundamental e médio. O corpo pedagógico compreende 12 professoras. Neste mês também terá início o cursinho preparatório de vestibular Zumbi dos Palmares para aqueles que estão no último ano do ensino médio.

“Nossa equipe busca oferecer aulas dinâmicas e que atraiam o interesse dos recuperandos, pois sabemos da dificuldade de cada um. Daqui já saíram muitos deles para a universidade, portanto a educação é uma chance de recuperação e de novas perspectivas para quem se dedica”, menciona a pedagoga.

Sala de aula na penitenciária de Rondonópolis 

De acordo com dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), do Ministério da Justiça, Mato Grosso está entre os dez estados da federação em número de pessoas privadas de liberdade que participam de atividades educativas e laborais.

A coordenadora do Núcleo de Educação nas Prisões da Secretaria de Segurança Pública, Fabiana Magalhães, destaca que os professores nas unidades têm se empenhado a cada ano para ampliar a oferta de atividades educacionais e alcançar o maior número de alunos.

“Temos 146 professores que atuam nas 49 unidades e junto com gestores se uniram num esforço conjunto para ampliar o alcance das atividades educacionais com as pessoas privadas de liberdade”, reforça Fabiana, acrescentando que a Escola Estadual Nova Chance é a responsável pela parte pedagógica e professores.

Na Penitenciária feminina Ana Maria do Couto May, 60 mulheres estão matriculadas para a aulas deste ano. Quatro professoras se revezam nas atividades, com apoio da coordenadora pedagógica Margaret Anderson. Ela pontua que as atividades extra complementam e reforçam o aprendizado em sala de aula.

“Para este semestre foram programadas atividades do mês da mulher, em que falamos sobre empoderamento feminino; em abril realizamos sarau cuiabano em homenagem aos 300 anos de Cuiabá e em maio teremos atividades em relação ao dia das mães. Em junho teremos festa cultural com foco nas festas juninas”, comenta Margaret.

Chance de inclusão

A unidade feminina, a maior no Estado, também tem dois projetos em andamento envolvendo arte – a oficina de teatro – e o RefloreSer, que terá um viveiro de mudas e cultivo de flores tropicais em uma área da penitenciária.

Maior unidade prisional de Mato Grosso, a Penitenciária Central do Estado tem 14 salas de aula para os 390 reeducandos matriculados. De acordo com a pedagoga Rozelvira Salles, o corpo formado por 28 professores desenvolve atividades que incluem alfabetização, ensino fundamental e ensino médio.

Dados do Infopen apontam que dos presos em unidades de Mato Grosso, 37% têm ensino fundamental incompleto. “Podem te tirar a roupa, a dignidade e a liberdade, mas o conhecimento jamais”, acredita Fabiana, reforçando que o estudo para quem está privado de liberdade é uma nova chance de ser inserido na sociedade, a qual é excludente por si só. “Oferecer essa chance é dar mão para aquele que precisa de uma oportunidade de transformação e talvez os professores, representados em sala de aula, sejam essa mão amiga”.

A equipe do Núcleo de Educação nas Prisões composta pelos profissionais do Sistema Penitenciário Fabiana Magalhães, Lucimar Poleto, Renato Brandão e Maria Cristina Fonseca é responsável pela coordenação, supervisão, orientação e acompanhamento da oferta de educação, capacitação e profissionalização das pessoas privadas de liberdade nas unidades prisionais no Estado.

Neste mês, o Departamento Penitenciário Nacional enviou a Mato Grosso mobiliários para as salas de aula. Foram entregues 2.412 jogos mesas e cadeiras para alunos e 105 jogos para professores. Tudo isso visa fortalecer o trabalho realizado no âmbito estadual.

 

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana