conecte-se conosco



Política MT

Rogerinho propõe abertura de CPI para investigar construtoras responsáveis por residenciais em VG

Publicado

em

O vereador Rogério França Martins (sem partido), propôs durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Várzea Grande, na manhã desta terça-feira (19), que o legislativo encaminhe aos deputados federais pedido de abertura de Comissão parlamentar de Inquérito (CPI), para apurar o contrato com as construtoras que construíram os residenciais no município.

 

Com a finalidade de cobrar solução definitiva para as 4 mil moradias abandonadas sem a entrega.  Paralisadas há mais de cinco anos as obras dos conjuntos habitacionais lesa o erário público e ocasiona prejuízos para a comunidade, principalmente para os mais carentes que necessitam de casa.

Rogerinho pretende protocolar no Ministério Público Federal, pedido de investigação, pois os recursos aplicados são oriundos de convênios com o Governo Federal, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Paralelo ao pedido, França detalhou que vai cobrar dos congressistas um posicionamento em relação ao problema que se arrasta há anos .

Dakar lembrou que a Comissão de Habitação, já vistoriou as casas do Residencial Jequitibá (404 unidades), Isabel Campos (500 unidades) e Padre Aldacir (576 unidades),  Colinas Douradas (1000 unidades), onde não tiveram autorização para entrar. O único residencial encontrado com as obras em andamento foi o Santa Bárbara, com 1 440 habitações.

“ Todos devem uma explicação e um posicionamento, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, a construtora responsável pela execução da obra e a Prefeitura Municipal, devem dar um parecer conclusivo sobre entrega e finalização dos conjuntos, evitando mais prejuízo aos munícipes”, finalizou.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

“Espero que a unidade se sobreponha às picuinhas, pelo bem de MT”, diz Emanuelzinho sobre Hospitais Júlio Muller e da Família

Publicado

em

Em discurso na tribuna Plenário Ulysses Guimarães, o deputado Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT), o Emanuelzinho, defendeu a união entre Câmara Federal, Prefeitura e Governo do Estado  para solucionar os problemas da Saúde Pública de Mato Grosso, em especial a situação do  Hospital Júlio Muller e do Hospital da Família.

Duas emendas de autoria do deputado foram acatadas, nesta terça-feira (10), no projeto de lei do Plano Plurianual (PPA) para o período 2020-2023, aprovado pelo Congresso.

A primeira emenda será destinada à construção do Hospital da Família (HFAM) em Cuiabá. A proposta, idealizada em 2019, tem o objetivo de realizar obras, adequação, ampliação e reformas no prédio do antigo Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá (HPSMC).

Já a segunda, tem o objetivo de dar continuidade às obras do Hospital Júlio Muller, que iniciaram em 2012 e ainda não foram concluídas. Segundo a justificativa da emenda, a paralização das obras prejudica os cidadãos que já sofrem com a superlotação das unidades de atendimento devido a demandas vindas do interior.

“Eu quero solicitar ao governo do estado que não fique olhando para  as eleições de 2020. As eleições são só em outubro do ano que vem. Daqui até lá, temos que ter união, que quem está padecendo e sofrendo, quem esta com salário atrasado  e com dificuldade de sobreviver  é a população”, disse o deputado.

De acordo com ele, o trabalho de articulação na Câmara dos Deputados tem o objetivo de colocar Mato Grosso no centro das atenções do governo federal.

“O povo de Mato Grosso nos elegeu para que resolvermos os problemas. Chega de olhar pra trás. Temos que olhar pra frente. Se Deus quiser e com muito trabalho conseguiremos fazer com que o governo preste atenção a essas obras”, concluiu.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana