conecte-se conosco



Eventos

Ricardo Almeida encerra segundo biênio como magistrado do TRE-MT

Publicado

em

Participou de 194 sessões plenárias, recebeu em distribuição e redistribuição 440 processos, proferiu 201 decisões monocráticas, e proferiu 202 decisões colegiadas. Este foi um breve resumo do histórico de atuação do jurista Ricardo Almeida enquanto magistrado do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). Ele encerrou nesta terça-feira (09.07) seu segundo biênio como membro do Pleno da Justiça Eleitoral de Mato Grosso.

“Procurei honrar a cada dia que estive neste Tribunal, este privilégio de fazer parte do TRE-MT. O advogado está habituado a ver parte de uma situação, e ao longo destes quatro anos, me esforcei ao máximo para ver os casos sobre a ótica total, não apenas da parte. Quando sentei na cadeira de magistrado senti o peso que recebemos ao decidir sobre os interesses das pessoas”, pontuou Ricardo Almeida durante a cerimônia de despedida.

Em seu pronunciamento, ele agradeceu a oportunidade de aprender com cada um dos membros do Pleno, destacando as principais características de cada magistrado individualmente, fazendo referência inclusiva aos membros que já passaram pelo Pleno. Cumprimentou a todos os servidores da Justiça Eleitoral que tanto lhe auxiliaram. “Agradeço ao Tribunal de Justiça por ter me inserido em duas listas tríplices para concorrer a esta vaga, pela confiança dos desembargadores daquela casa. Destaco o trabalho da OAB, em especial os da Comissão de Direito Eleitoral, onde os advogados estão sendo unidos independente de seu tempo de carreira em um amplo processo de democratização. Muito obrigado a todos”.

Representando a todos os membros do Pleno do TRE-MT, a magistrada Vanessa Gasques, destacou o empenho do jurista. “Vossa excelência agora carrega em seu currículo a experiência de ser magistrado por quatro anos nesta destacada corte. Todo o trabalho que desempenhou sempre foi muito respeitoso. A classe dos juristas esteve muito bem representada. O senhor sempre demostrou um trabalho ético, técnico e profissional, que dignificou o trabalho desta corte. Tenho certeza que vossa excelência está tranquilo e sereno de ter cumprido com esse dever, que não é fácil”.

Ricardo Almeida atuou como diretor da Escola Judiciária Eleitoral de 21 de agosto de 2017 a 28 de janeiro de 2019, período em que coordenou o Fórum Nacional Propaganda Eleitoral nas Mídias Sociais, em parceria com o Coptrel, o curso Eleitoral para Acadêmicos de Direito, o Seminário Eleições 2018, Cenários e Perspectivas, entre outros.

O presidente do TRE-MT, desembargador Gilberto Giraldelli, também se manifestou na cerimônia. “Um profissional de primeira grandeza. É muito difícil julgar, e mais ainda julgar semelhantes. Vossa excelência deu um exemplo de sua maior virtude que é a humildade. Cito uma oportunidade onde esteve como relator de um processo, e, ao ouvir a sustentação oral e posicionamentos dos demais magistrados, reconheceu que não havia se observado para determinado ponto, votando opostamente ao relatório que havia trazido escrito, isso é evoluir, é fazer justiça, não se apegar ao orgulho, e sim buscar a verdade”.

O desembargador parabenizou a atuação do jurista enquanto esteve atuante no TRE. “Só quem passa pela função de juiz sabe o quanto é difícil se manifestar e fazer justiça. Por vezes, somos mal interpretados, atacados, até de maneira covarde, quando optamos por um lado ou pelo outro. Juiz não fica em cima do muro, é sim ou não. Foram quatro anos se portando de maneira exemplar”.

Além da presença de amigos, familiares e outros advogados, a despedida contou com a fala de reconhecimento da Procuradoria Regional Eleitoral, representada pelo promotor José Ricardo. “Observei um magistrado com serenidade, segurança e conhecimento técnico no julgamento de processos. A contribuição que foi dada, inclusive mudando votos, é uma capacidade que suscita admiração. Parabenizo vossa excelência pela preocupação especial com a fiscalização da aplicação dos recursos públicos. Este é um legado que ficará para o TRE-MT”.

A Ordem dos Advogados do Brasil também prestou suas homenagens por meio do presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-MT, Luiz Alberto Derze. “A advocacia sentiu-se muito bem representada durante os quatro anos que vossa excelência exerceu o magistério na vaga destinada aos advogados. Ao longo deste período, demonstrou absoluta independência, serenidade, isenção e imparcialidade, marcas que fazem do jurista um excelente magistrado. De fato, vossa passagem fez o TRE-MT caminhar para frente. O doutor Ricardo trouxe o seu entusiasmo da advocacia para magistratura, era satisfatório vê-lo falar do orgulho que ele tinha em poder contribuir para sociedade mato-grossense, com Justiça Eleitoral, obrigado”.

 

Matéria Daniel Dino

Assessoria TRE-MT

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Eventos

Hospital Geral promove mutirão de Angioplastia com Stent para pacientes do SUS

Publicado

em

Para reduzir a fila de espera por procedimentos na especialidade cardiológica, o Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) em parceria com a Central de Regulação e a empresa Sonicardio realizaram neste mês de julho, um mutirão para angioplastias com stent coronário.

Segundo a presidente do HG, Dra. Flávia Silvestre, o objetivo é reduzir a grande demanda de pacientes que há muito tempo aguardam por uma consulta ou procedimento nesta especialidade que somos referência estadual. Nosso objetivo é reduzir pelo menos 30% a fila de espera, onde 100% dos pacientes são usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Com o mutirão, estima-se que sejam atendidos somente neste mês 100 pacientes a mais da nossa contratualização de atendimentos. Espero que possamos reduzir o alto índice de demandas paradas na Central de Regulação, e assim podermos proporcionar mais saúde e qualidade de vida para os pacientes”, comenta a presidente.

Doenças cardiovasculares matam 17,3 milhões de pessoas no mundo anualmente, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Dessas mortes, 80% ocorrem nos países em desenvolvimentos, entre eles o Brasil.

De acordo com o cardiologista e hemodinamicista da Sonicardio, Dr. Danilo Arruda, a doença da artéria coronária é conhecida popularmente por veia entupida. Ela se manifesta sob três aspectos: Angina de Peito, Infarto Agudo do Miocárdio e Morte Súbita. “A cada dois minutos uma pessoa morre por alguma cardiopatia no Brasil, pesquisas apontam que em 2040 cerca de 50% dos brasileiros terão manifestado alguma doença cardiovascular”, alerta o médico.

Uma das principais causas de óbito no país é o infarto agudo do miocárdio, que tira a vida de até 15% das pessoas atingidas. Os que sobrevivem à contração ou ao entupimento da artéria coronária costumam ser submetidos à angioplastia coronariana.

Dr. Danilo explica que doenças do coração são desencadeadas pelo tabagismo, hipertensão arterial, colesterol alto, diabetes, sedentarismo e estresse, entre outros fatores evitáveis. “O mutirão é promovido em caráter multidisciplinar, para que o paciente receba cuidado integral à saúde com base em orientações nutricionais e farmacológicas”.

Para possibilitar esta ação a equipe da Sonicardio foi composta pelos médicos Danilo Arruda, Danilo Arruda Júnior, Juliano Slhessarenko, Danilo Fadul e Carlos Carretoni contando com a retaguarda da equipe da Unidade de Terapia Intensiva Coronariana (UCO), da Enfermaria da Clínica Cardiológica, e apoio do PRM em Cardiologia.

Atualmente, o tempo médio de espera para uma consulta cardiológica eletiva é de seis meses. Todas as consultas e cirurgias que estão sendo realizadas são custeadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), com apoio da Secretaria Municipal e Estadual de Saúde de Mato Grosso.

Flávia ressalta que a equipe médica não mediu esforços para realizar de seis a 10 angioplastias por dia, dando agilidade e alta hospitalar para os pacientes. “Com isso, reduz os custos financeiros e especialmente o custo social e emocional do paciente, que na maioria dos eram provenientes do interior do Estado”.

O cardiologista lembra ainda que essa ação é muito importante para agilizar o atendimento à população, de forma que os pacientes tenham suas demandas diagnosticadas o quanto antes, para se dar o tratamento devido quando for o caso.

Satisfação

Além dos pacientes que estavam na espera, há casos como o de dona Helena de Carvalho, de 73 anos, que necessitava de angioplastia. A aposentada foi informada sobre o mutirão através da Central de Regulação. “Achei maravilhosa a iniciativa dos médicos em fazerem esse mutirão, porque estou na fila há dois meses. Já fiz a angioplastia e posso voltar para casa”, relatou.

Quem ficou satisfeito também foi seu Ramão Benites, de 45 anos, em maio deste ano, ele foi acometido de enfarto e submetido a cateterismo com implante de dois stent farmacológico.

Área de anexos

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana