conecte-se conosco


Política MT

Representantes de Nobres solicitam apoio do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-MT

Publicado

em

O vice-presidente do sistema Fecomércio, Sesc e Senac em Mato Grosso, Manoel Procópio recebeu uma comitiva de Nobres, cidade a 124 quilômetros de distância da capital, para discutirem sobre as potencialidades da região e de qual forma o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade, implantando na entidade pode auxiliar com o desenvolvimento local.

Participaram do encontro o secretário municipal de Cultura e Turismo, Daniel Martins, o vereador – Gidalto Ferreira de Jesus e empresário Marcelo Campos.

Segundo Procópio que preside o Conselho, “é de fundamental importância que essas regiões destinadas ao turismo possam receber a qualificação da mão de obra através do Senac, onde a Federação do Comércio pode colaborar com a criação de cursos específicos para essas novas demandas que estão chegando para alavancar o turismo em Mato Grosso”.

Daniel Martins explica que, “Nobres vem avançando com o turismo sustentável, sendo referência nesse segmento, os profissionais da cidade operam dentro de um sistema de ‘ voucher  único’, que integra agências de turismo, meios de transporte, guia e a alimentação”, explica o secretário.

“Porém, precisamos avançar ainda mais, e para gerar mais empregos, renda e desenvolver com qualidade o turismo, é necessário qualificar a mão de obra. Por isso nos aproximamos da Fecomércio-MT e do Senac-MT em busca de levar ao nosso município essa oferta de capacitações pra poder atender a demanda de cursos como camareira, garçom e boas práticas na cozinha”, pontua Martins.

O empresário do setor de turismo em Nobres, Marcelo Campos analisa que a parceria entre a entidade e o município “é de suma importância para a região que precisa de capacitação profissional”.

“Com os cursos oferecidos pelo Senac , nossos profissionais estarão habilitados para receber os turistas da melhor forma possível, garantindo o retorno deles”, afirma Gidalto Ferreira de Jesus,  vereador .

Nobres

Com cerca de 15 mil habitantes, segundo o IBGE, o menu de atrações da cidade incluem flutuações, cachoeiras e balneários. O Rio Salobra é cenário de duas flutuações: o Aquário Encantado e o Reino Encantado Lagoa Azul, onde os visitantes cruzam com várias espécies de peixinhos.

Conselho Empresarial

Instalado em março deste ano, o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade tem como objetivo trabalhar para gerar as melhores condições para o desenvolvimento do turismo, porque acredita no setor como atividade econômica capaz de impulsionar o comércio e promover o crescimento do estado por meio da geração de empregos e divisas para mato Grosso.

A atividade do Conselho  consiste em promover o relacionamento do Sistema Fecomércio, Sesc e Senac em Mato Grosso com gestores públicos, empresários, acadêmicos e pesquisadores para discussão sobre as características e tendências da atividade turística incentivando o debate e a elaboração de estudos sobre os problemas e oportunidades relativas ao setor, apontando soluções e caminhos de consenso.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Calúnias sobre crimes hediondos, como estupro, poderão ter pena aumentada

Publicado

em

Jane de Araújo/Agência Senado

A denúncia falsa sobre crimes hediondos, como estupro ou latrocínio, deverá ter punição endurecida pelo Código Penal. Um projeto de lei com esse objetivo (PL 3.462/2019) foi apresentado pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e aguarda parecer do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Ao justificar a proposição, Flávio Bolsonaro aponta a gravidade de possíveis calúnias, balizadas por “argumentos pífios e desprovidos de qualquer fundamentação ou provas, com a única intenção de imputar a prática de crime hediondo à pessoa sabidamente inocente”.

Caso o projeto seja aprovado, a nova redação do Decreto-Lei 2.848, de 1940 (Código Penal), deverá prever o aumento de um terço até a metade da punição para quem se valer dessa conduta.

Em uma rede social, o senador declarou: “Denúncia caluniosa é crime grave e deve ter punição à altura. Vamos fortalecer as regras”.

Câmara

Projeto com teor parecido foi protocolado na Câmara dos Deputados. O PL 3.369/2019, do deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), agrava a pena de denunciação caluniosa de crimes contra a dignidade sexual. Se o texto for aprovado, pessoas que fizerem acusações mentirosas sobre a prática de estupro, por exemplo, poderão ter a pena aumentada em até um terço.

A proposição foi apresentada no contexto da suposta agressão sexual que o jogador do time de futebol francês Paris Saint-Germain e da seleção brasileira, Neymar Junior, teria cometido contra a modelo Najila Trindade. Na justificativa, Jordy explica que é preciso preservar a reputação de quem é vítima de denúncia falsa.

Nas redes sociais, o apelido dado ao projeto — “Lei Neymar da Penha”, em alusão à Lei Maria da Penha, que protege mulheres vítimas de violência — tem dividido opiniões. Alguns internautas consideram a alcunha um deboche e uma ofensa ao sobrenome da mulher que deu origem ao nome da lei. Outros cidadãos consideram que “independentemente no nome”, a medida deverá ajudar a coibir condutas que podem prejudicar a vida de inocentes.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana