conecte-se conosco


Educação

Rede pública municipal de Cuiabá terá mais de 600 novas vagas na Educação Infantil em 2019

Publicado

em

A Prefeitura de Cuiabá vai abrir novas vagas na rede pública municipal de Educação em 2019. Ainda neste primeiro semestre serão entregues à população dois novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), nos bairros Recanto do Sol e CPA III, totalizando 480 vagas. Outras 150 serão abertas em cinco unidades de creche. Ao todo, serão 630 novas vagas na Educação Infantil (0 a 5 anos), além das vagas na Educação Especial, modalidades onde a demanda é maior.

Para ampliar a capacidade de atendimento, a Secretaria de Educação publicou no dia 19 de dezembro, no Diário Oficial nº 1580, o Edital de Chamamento Público (003/208/GS/SME) para as unidades de ensino filantrópicas interessadas em atender de forma suplementar a demanda por creche e pré-escola, e as pessoas com deficiência. Os recursos são provenientes do Fundo Único Municipal de Educação (FUNED).

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos disse que outras medidas como um melhor gerenciamento das vagas existentes, obras de revitalização, manutenção e reconstrução, além da construção de novas unidades educacionais, serão intensificadas em 2019. “Medidas como estas tornaram possível que em 2018 fossem oferecidas à população 3.806 vagas nas unidades de creche e CMEIs (faixa etária de 0 a 3 anos e 11 meses) e 6.194, nas Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs), (de 4 a 14 anos) para o ano letivo de 2019”, disse Alex Vieira Passos.

Para atender a demanda nos anos iniciais, as primeiras unidades de creche que terão sua capacidade de atendimento ampliada estão localizadas nos bairros Tijucal (Creche Helenita Paes de Assunção e Creche Mariuza do Carmo Ojeda); Paiaguás (Creche Inocêncio Leocádio da Rosa); Santa Laura (Creche Jamil Boutros Nadaf); e Morada da Serra (Creche Risoleta Neves).  Essas unidades receberão salas rápidas, a partir dos próximos dias.

A construção de novas unidades educacionais, uma promessa do prefeito Emanuel Pinheiro à população cuiabana está sendo concretizada. Dois novos CMEIs serão entregues no aniversário de 300 anos da Capital. As unidades foram construídas com recursos do Governo Federal e contrapartida do Município. O CMEI Recanto do Sol, com investimento total de R$ 1.963.000 e o CMEI Lagoa Encantada, no CPA III, com valor estimado de R$ 2.305.000.

 

Futuro

Outras seis novas unidades de ensino já começaram a ser construídas no ano passado, os CMEIs dos bairros Voluntários da Pátria, Serra Dourada, Ribeirão do Lipa, Bela Vista, Doutor Fábio e Altos do Parque. Uma sétima unidade, cujo processo encontra-se na fase de licitação, deverá ser construída no bairro Aroeira. Serão mais de 1.500 novas vagas na Educação Infantil, até julho de 2020.

O investimento, no valor total de R$ 18 milhões, contará com recursos do Governo Federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e contrapartida do Município.

Cinco das novas unidades serão do tipo 1, com 1.317,99 m2 de área construída e capacidade máxima para atender até 376 alunos em dois turnos (matutino e vespertino). A sexta unidade será do tipo 2, com 7.85,85 m2 e capacidade para máxima para atender até 188 alunos em dois turnos (matutino e vespertino).

Os CMEIs serão construídos dentro de um novo modelo proposto pelo programa Proinfância, do Governo Federal e receberão crianças de 0 a 5 anos e 11 meses, desde o Berçário e Maternal, que correspondem a creche 1, até o Jardim II, que corresponde a creche III.

“A gestão do prefeito Emanuel Pinheiro está promovendo um grande avanço na Educação, implementando ações que visam modernizar a estrutura física da rede, valorizando a comunidade escolar e buscando melhorar a qualidade do ensino no município. Essas iniciativas demonstram o quanto a gestão está comprometida em garantir o crescimento da educação básica em Cuiabá, por meio de políticas públicas efetivas, que assegurem a excelência nos serviços prestados à sociedade cuiabana”, destacou o secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá

Por Maria Barbant

Educação

Professora assina capítulo de obra internacional baseado em pesquisa na Unemat

Publicado

em

Ana Carolina de Laurentiis Brandão, professora de Língua Inglesa da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), participa de obra internacional na qual foram compiladas pesquisas realizadas ao redor do mundo que se valem de métodos visuais, como desenhos e fotografias, com a temática de vidas multilíngues.

Ana Brandão assina o 11º capítulo do livro ‘Visualising multilingual lives: More than words’, que em português se chama “Visualizando vidas multilíngues: Mais do que palavras”. O livro é organizado pelas professoras e pesquisadoras Paula Kalaja, da Universidade de Jyväskylä, na Finlândia, e Sílvia Melo-Pfeifer, da Universidade de Hamburgo, na Alemanha.

De acordo com a autora, seu capítulo, ‘Imagining second language teacing in Brazil: What stories do student teachers draw?’, com título em português ‘Imaginando o ensino de segunda língua no Brasil: Que histórias desenham os professores em formação?’, baseia-se em sua pesquisa de doutorado realizada no câmpus de Alto Araguaia, com bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) da Unemat.

“Minha pesquisa trata do impacto do programa na formação docente. Meu trabalho explorou a formação da identidade profissional das bolsistas a partir  de desenhos de professores de língua inglesa por elas produzidos. E o capítulo evidencia a importância do Pibid para o desenvolvimento profissional de professores de línguas em nossa Instituição, e relevância de métodos visuais para se entender melhor o processo de formação de professores”, explicou a professora, que atualmente desenvolve suas atividades como assessora de Gestão de Políticas Educacionais na Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) da Unemat e como coordenadora institucional do Pibid 2018-2020.

O livro traz três seções: a identidade multilíngue, o aprendiz multilíngue e a formação de professores multilíngue. Seus capítulos focam as identidades de participantes multilíngues e as formas como elas são discursivamente ou visualmente construídas. Para Ana Brandão, a obra é um marco para pesquisadores que tenham interesse em explorar métodos de pesquisa inovadores.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail anabrandao@unemat.br

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana