conecte-se conosco


Cuiabá

Profissionais da rede estadual de Educação deflagram greve por tempo indeterminado

Publicado

em

As escolas da rede estadual de Mato Grosso paralisam as atividades a partir de 27 de maio. Essa foi a decisão retirada em Assembleia Geral dos profissionais da educação, organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), nesta segunda-feira (20), na Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá. A deflagração demanda 72 horas para ser cumprida, conforme estabelece legislação, tempo suficiente que também o governo avance nas propostas de negociação.

Após a deliberação do movimento paredista, os profissionais saíram em passeata pelas ruas da capital, em sentido ao centro – Praça Alencastro – manifestando publicamente a indignação com o desrespeito do governo ao direitos dos trabalhadores e, contra o ataque a Educação Pública, que está sendo desmontada na gestão Mauro Mendes que intensifica as medidas do governo federal.

A greve foi deflagrada por tempo indeterminado e aprovada por unanimidade. A categoria se mantém em Assembleia permanente, dando a possibilidade de se reunir a qualquer momento, caso algum documento do governo aponte para avanços nas pautas apresentadas: Concurso Público; cumprimento da Lei 510/2013; melhoria da infraestrutura das unidades escolares; escolas do campo; e, um calendário de agenda permanente com o governo. “Desde o documento encaminhado na última Assembleia, em março, não avançou em nenhuma dessas pautas”, afirmou o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira.

Representantes dos 105 municípios que estiveram no Conselho de Representantes sábado e domingo (18 e 19), somaram com os profissionais da Baixada Cuiabana que compareceram na Assembleia. O ginásio lotado com cerca de 3 mil profissionais exigiam do governo respeito à categoria e aos direitos conquistados.

O movimento grevista apresentou o calendário de mobilizações, programando novo Conselho para o dia 8 e 9 de junho, e nova Assembleia Geral dia 10. Contudo, a agenda de mobilização é extensa.

 

Assessoria/Sintep-MT

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Postos de combustíveis são fiscalizados por fraude no abastecimento

Publicado

em

Mais um posto de combustível da Capital foi alvo de fiscalização em uma ação conjunta da Delegacia Especializada do Consumidor, da Polícia Civil, em parceria com Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem/Inmetro) e Procon Municipal, realizada na manhã desta terça-feira (20.08), na Capital.

A ação de fiscalização tinha o objetivo de averiguar uma denúncia referente a erros de vazão na bomba de combustível, ou seja, quando o abastecimento no tanque do carro é menor do que o registrado na bomba,

Segundo o delegado da Decon, Antonio Carlos de Araújo, a denúncia foi realizada via Centro Integrado de Operações Especiais (Ciosp) contra um posto de combustível de bandeira Shell, no bairro Jardim Petrópolis, em Cuiabá.

As bombas de combustível do estabelecimento apresentaram vazão regular dentro dos limites, sendo que o erro máximo admissível para as bombas de -0,5% (que apesar de negativo, tem efeito em favor do consumidor) e 0,3% (positvo, mas em prejuízo ao consumidor).

“As equipes foram até o local, onde foram realizadas as devidas vistorias, não sendo encontrada nenhuma irregularidade no estabelecimento, porém ficando demonstrado que os órgão de Defesa do Consumidor estão atentos e vigilantes a qualquer prejuízo ao cliente”, disse o delegado.

 

Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana