conecte-se conosco



Variedades

Procon-MT registra mais de 17 mil reclamações no primeiro semestre de 2019

Publicado

em

No primeiro semestre de 2019, a Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor do Estado (Procon-MT) registrou 17.546 reclamações em Mato Grosso, quase 5% a mais do que o mesmo período do ano anterior. Deste montante, 11.010 foram registradas de forma presencial e outras 6.536 de modo online, pela plataforma www.consumidor.gov.br.

Pelo Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), que corresponde aos atendimentos presenciais, a área “Serviços Essenciais” foi a mais reclamada do primeiro semestre de 2019, com 6.296 reclamações. Em seguida vem a área “Assuntos Financeiros”, com 1.832 registros; seguida de “Serviços Privados”, com 1.228 atendimentos.

Ainda no ranking semestral do Sindec, a área “Produtos”, ocupa o quarto lugar, com 1.222 registros. Em quinto aparece “Alimentos”, com 166 procedimentos, e em sexto, com 177 registros, a área “Saúde”. Em último lugar, com 89 registros, está “Habitação”.

Ranking semestral do Consumidor.gov, ver tabela 1.

Ranking mensal

Em junho foram registradas pelo Procon-MT 2.899 reclamações de consumidores. Deste total, foram 1.842 registros pelo Sindec, enquanto que no atendimento online, pela plataforma www.consumidor.gov.br, registrou-se 1.057 reclamações.

No Sindec, em junho, a área “Serviços Essenciais” também se manteve na liderança de reclamações, com 1.051 registros. Dentro dessa área, o assunto mais reclamado pelos consumidores ainda é “Energia Elétrica”, que fechou junho com 581 registros. Em relação à energia, o problema mais reclamado é “cobrança indevida/abusiva”, com 306 reclamações.

Na sequência de assuntos, aparecem a área “Água/Esgoto”, com 257 registros; seguido de “Telefonia Celular”, com 132 reclamações. Nesses dois assuntos, a cobrança indevida também se mantém como problema mais frequente apresentado pelos consumidores.

O segundo lugar é ocupado pela área “Assuntos Financeiros”, que apresentou em junho 326 reclamações, sendo: 88 registros para “Banco Comercial”, 82 para “Cartão de Crédito” e 70 para “Financeira”.

A área “Serviços Privados” ficou na terceira posição, com 213 registros. No assunto “TV Por Assinatura” foram registradas 53 reclamações. “Agências e Operadoras de viagens (pacotes turísticos)” foram 39 e “Informática (Provedor de Acesso a Internet)” 25 registros.

Na quarta posição aparece “Produtos”, com 206 registros. Já a área “Saúde” subiu para o quinto lugar do ranking, com 26 reclamações. Em seguida aparece “Habitação” com 14 registros. Na sétima e última posição do ranking está “Alimentos”, com seis registros.

Ranking de junho do Consumidor.gov, ver tabela 2.

Tabela 1. Ranking Semestral/ www.consumidor.gov

De 01 de janeiro a 30 de junho de 2019, o Procon-MT registrou 6.536 reclamações pela plataforma www.consumidor.gov.br :

Posição

Área

Nº de reclamações

Telecomunicações

2.586

Serviços Financeiros

2.007

Produtos de Telefonia e Informática

600

Transportes

492

Demais Serviços

264

Demais Produtos

253

Produtos Eletrodomésticos e Eletrônicos

203

Turismo/Viagens

59

Saúde

57

10º

Alimentos

09

11º

Água, Energia e Gás

04

12º

Educação

01

13º

Habitação

zero

Tabela 2. Ranking de junho/ www.consumidor.gov.br

Em junho de 2019, o Procon-MT registrou 1.057 reclamações pelo www.consumidor.gov.br :

Posição

Área

Nº de reclamações

‘Telecomunicações’

393

Serviços Financeiros

345

Transportes

89

Produtos de Telefonia e Informática

84

Demais serviços

55

Demais produtos

39

Produtos eletroeletronicos e eletrodomesticos

26

Saúde

14

Turismo/Viagens

10

10º

“Alimentos” e “Água, Energia e Gás”

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Variedades

Consumidores poderão renegociar suas dívidas sem sair de casa; CDL Cuiabá adere ao Feirão on-line do SPC

Publicado

em

Começa nesta quinta-feira (21.11) a campanha “Feirão On-line de Renegociação de Dívidas”. Consumidores de 11 capitais e mais quatro cidades poderão obter descontos de até 90% nas dívidas em atraso. Cuiabá foi uma das cidades que aderiram a ação que será orientada pela Câmara de Dirigentes Lojistas local.

Empresas como bancos, consórcios, operadoras de telefonia, construtoras, supermercados, comércio e do ramo de serviços, que oferecerão condições especiais para quem estiver interessado em regularizar as pendências. As facilidades contemplam desde um desconto no valor da dívida, que em alguns casos podem chegar a 90%, até a possibilidade de um parcelamento maior ou um novo prazo para quitar a dívida.

Os consumidores interessados podem verificar no site do feirão do SPC Brasil (www.spcbrasil.org.br/feirao) se as empresas em que estão devendo aderiram ao programa.

“Durante todo o Feirão a CDL Cuiabá estará com o seu balcão de atendimento disponível para esclarecimento de dúvidas e orientações. Aqueles que não puderem se dirigir até a sede, terão também à disposição o telefone 65 3615-1579 e o endereço de e-mail: consumidor@cdlcuiaba.com.br que serão prontamente atendidos”, explicou o superintendente da entidade, Fábio Granja.

Granja disse ainda que empresas de alguns setores como água e luz estarão fazendo o atendimento presencial. “Os consumidores também terão a opção de ir até a empresa para renegociar sua dívida. É importante frisar que não são todas que estarão fazendo esse atendimento presencial, portanto, é preciso checar antes de se deslocar”, orientou ele.
O feirão on-line de negociação de dívidas do SPC Brasil segue até o dia 15 de dezembro.

COMO PARTICIPAR

Para participar, o consumidor deverá fazer um cadastro no site www.spcbrasil.org.br/feirao. Após receber a confirmação de autenticidade, o consumidor tem a opção de consultar o seu CPF, gratuitamente, para verificar se há pendências e se elas estão disponíveis para renegociação dentro do próprio site. Também é possível acompanhar o andamento de sua negociação de forma on-line, realizar o download do boleto com as novas condições ofertadas pelo credor.

“Essa é com certeza uma grande oportunidade que o consumidor inadimplente não pode perder onde serão oferecidas condições especiais para quitação das dívidas dos consumidores, possibilitando a limpeza do nome junto ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e demais bureaus de crédito”, declarou Granja acrescentando ainda que “O objetivo principal do Feirão é a recuperação do capital (total ou parcialmente) por parte do empresário, além disso, oferecer uma oportunidade para que o consumidor volte a ter crédito para poder consumir novamente”.

Att
Nathalia Monteiro

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana