conecte-se conosco


Política MT

Presidente da ALMT pede que vetos do governo sejam analisados

Publicado

em

Os deputados estaduais de Mato Grosso, reunidos em sessão vespertina nesta terça-feira (6), votaram requerimentos, indicações, moções de congratulação, projetos e audiências públicas, inclusive uma delas, com data agendada para o próximo dia 29, discutirá a taxação do agronegócio no estado.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), fez uma cobrança em relação aos vetos que estão tramitando na Casa de Leis. Botelho pediu empenho da Comissão de Constituição, Justiça e Redação para apreciação dos vetos e pediu uma reunião da Comissão para tratar do tema. “Tem vetos com prazo estourado”, alertou.

O deputado Wilson Santos (PSDB) fez uma defesa do governador Pedro Taques (PSDB), no grande expediente, sobre as denúncias do empresário Alan Malouf, que acusa Taques, em delação premiada, da prática de Caixa 2. “O empresário Alan Malouf e sua família tentaram, desde o início, fazer negócios com o governo. Não fez nenhum. Passados três anos e dez meses, não conseguiu realizar nenhum contrato com a gestão Pedro Taques”, disse o deputado.

A deputada Janaina Riva (MDB) fez uma cobrança em plenário quanto ao pedido de afastamento do governador Pedro Taques. O pedido foi apresentado pela deputada e tem como base a delação premiada do empresário Alan Malouf. Além do afastamento de Taques, a parlamentar requereu o julgamento do governador pelo crime de responsabilidade. Janaina cobrou uma posição do presidente Botelho: “gostaria de saber qual será o próximo encaminhamento da Mesa e quando poderá ser votado”, disse a parlamentar.

O deputado Eduardo Botelho explicou que o pedido havia retornado para a Procuradoria por conta da necessidade de a deputada anexar alguns documentos. “Está na Procuradoria, assim que retornar vou me posicionar”, adiantou.

Conforme o presidente, a Procuradoria da ALMT pediu o processo de volta porque faltavam alguns documentos que tinham de ser anexados pela deputada Janaina Riva. “Eu devolvi e eles deram um prazo para que ela apresentasse os documentos. Agora estou aguardando que me devolvam”, disse o presidente.

Botelho adiantou que somente depois de ter o pedido em mãos é que vai apresentar o seu voto. “Eu vou apresentar meu voto, minha posição ao plenário. Vou apresentar a minha decisão. Inclusive, a prerrogativa, segundo parecer da Procuradoria (com jurisprudência do STF), é do presidente, ou seja, em dar prosseguimento ou não ao pedido de afastamento”.

Política MT

Em reunião com secretário e moradores, Calistro garante conclusão de asfaltamento no Jardim Eldorado

Publicado

em

Moradores do bairro Jardim Eldorado estiveram reunidos com o secretário de Viação de Obras e Urbanismo de Várzea Grande  Luiz Celso e o vereador Jânio Calistro, autor do pedido de pavimentação asfáltica nas ruas do bairro, nesta sexta-feira (22),

Segundo Calistro, a obra foi prometida por ele e pela prefeita Lucimar Campos (DEM), aos moradores que cobraram o asfaltamento.

A equipe da secretaria, iniciou os trabalhos em março, imediatamente alguns alunos da Elizabeth Maria Bastos Mineiro iniciaram um movimento para que a obra contemplasse a Rua 25 em frente a unidade escolar.

Em vídeos e áudios que foram divulgados durante a semana, moradores questionaram os pontos onde estavam sendo feita a pavimentação e acusaram o presidente do bairro de direcionamento do asfalto para beneficio próprio e de amigos.

Conforme o professor João Américo, que participava de um movimento para paralisar as máquinas e cobrar  a concretização em todas a ruas o Eldorado, o secretário Luiz Celso e o vereador Jânio Calistro explicaram que a licitação para continuar a pavimentação e  abranger todas as ruas do bairro  já foi concluída e em 150 dias estará concluído.

 

Calistro relatou ao MT de Fato, que o serviço será feito por etapas, mas confirmou que todas as ruas serão asfaltadas, como garantiu o senador Jayme Campos e o secretário de Obras.

Luiz Celso propôs a criação de uma comissão para acompanhar a execução do cronograma de trabalho.

A prefeitura conseguiu por meio de convênio com  a Caixa Econômica Federal o valor de R$ 80 milhões para pavimentação asfáltica na cidade.

 

O líder da prefeita, vereador Pedro Paulo tolares, o Pedrinho (DEM), o presidente da Câmara, vereador Fábio Tardin, o Fabinho (DEM), o vereador Chico Curvo (PSD), participaram  da reunião.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana