conecte-se conosco


Política MT

Prefeitos e prefeitas vão eleger a nova diretoria da AMM

Publicado

em

A eleição será na próxima sexta-feira, 7 de dezembro, no auditório da AMM, com duas chamadas, sendo as 9h e as 9.30h. Para votar os prefeitos devem estar associados e adimplentes com a instituição. Duas chapas se inscreveram para concorrer à eleição da nova diretoria da Associação Mato-grossense dos Municípios, conforme publicação no Jornal Oficial dos Municípios.  A Chapa “Municípios Unidos AMM Forte” é  encabeçada pelo atual presidente, Neurilan Fraga. A chapa “AMM mais forte e Transparente” é encabeçada pelo prefeito  de Araguainha, Silvio José de Moraes Filho. Cada chapa integra 18 prefeitos para a diretoria executiva, conselho fiscal e presidente de honra.

A comissão eleitoral que irá conduzir o pleito, é presidida pelo prefeito de Rosário Oeste, João Antonio da Silva Balbino. Ele informou que a nova diretoria será escolhida de forma democrática, através do voto dos seus membros aptos a votar. Os pedidos de registros das chapas foram analizados pela comissão formada pelos prefeitos de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva; Juara, Altir Peruso; Salto do Céu, Wemerson Prata e de  Arenápolis, José Mauro de Figueiredo.

A posse da diretoria eleita, será realizada somente em janeiro, quando encerrará o mandato da atual gestão à frente da AMM.

Histórico

A Associação Mato-grossense dos Municípios foi  fundada em 04 de maio de 1983, surgiu da necessidade de se criar uma entidade que congregasse e defendesse os interesses dos municípios, atuando junto aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e também para liderar as lutas municipalistas.

Entre os objetivos da AMM estão a prestação de serviços técnicos para as prefeituras, assistência jurídica e administrativa, auxilio na elaboração de planos de desenvolvimento e também na elaboração de projetos de engenharia, além de promover eventos para debater os problemas inerentes aos municípios, entre outras ações.

O primeiro presidente foi Anildo Lima Barros, então prefeito de Cuiabá. Ele foi sucedido pelos seguintes prefeitos: Darcy Capistrano, de Diamantino; Fausto Faria, de Rondonópolis; Evaldo Leite, de Colíder; João Batista Alves, de Barão de Melgaço; Aparecido Briante, de São José do Rio Claro; Hélio Brandão, de Jangada; Vilceu Marchetti, de Primavera do Leste; Jair Benedetti, de Comodoro; Érico Piana, de Primavera do Leste; Ezequiel Fonseca, de Reserva do Cabaçal; Cidinho Santos, de Nova Marilândia; Pedro Ferreira, de Jauru; Meraldo Figueiredo Sá, de Acorizal,  Valdecir Colle, de Juscimeira e Neurilan Fraga, de Nortelândia.

 

Redação

Comentários Facebook

Política MT

TRE aciona Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral para investigar denúncia feita por senadora eleita

Publicado

em

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Márcio Vidal acionou a Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral para investigar a veracidade das informações transmitidas pela candidata eleita ao Senado, Selma Arruda, na tarde desta quinta-feira (14/12) em sua rede social.

Em vídeo veiculado no Facebook, a candidata eleita afirma ter sido extorquida três vezes para obter uma sentença favorável no TRE-MT.

O presidente do TRE ressalta que nenhuma denúncia envolvendo servidores ou magistrados da Instituição passará incólume. Se comprovada a veracidade da mesma, todos os envolvidos serão responsabilizados nos termos da lei. A mesma regra se aplica à eleita, se comprovada que as informações por ela repassadas são inverídicas.

O Tribunal reafirma o compromisso de adotar todas as medidas necessárias para garantir a transparência, a lisura e a integridade de suas ações na condução processual.

Todas as prestações de contas dos candidatos estão sendo analisadas com rigor técnico e de acordo com os trâmites legais. A Justiça Eleitoral destaca a importância desse procedimento, uma vez que é nessa ocasião que se afere a legalidade e legitimidade dos recursos utilizados na campanha, como forma de combater o abuso do poder econômico e político, bem como das condutas de falsidade ideológico eleitoral (caixa dois).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana