conecte-se conosco


Cidades

Ponte na MT 560 é fechada para passagem de veículos pesados

Publicado

em

Foi interditada hoje (11), para o tráfego de veículos pesados, a ponte sobre o Rio Verde, na MT 560 Linha do Pontal do Verde, divisa dos municípios de Sorriso e Tapurah. A medida é para permitir que a ponte seja recuperada de maneira paliativa já a partir da próxima semana, por meio de uma parceria entre os dois municípios.

Equipes técnicas de Sorriso e Tapurah estiveram no local para fazer o levantamento do que será necessário para essa reforma emergencial e o trabalho já deve ter início na próxima semana. Os secretários Acácio Ambrosini (Obras e Serviços Públicos) e Felipe Dias Mesquita (Segurança Pública, Trânsito  e Defesa Civil) acompanharam a vistoria, junto com o secretário de Obras de Tapurah, César Tirlone. “Mesmo sendo uma ponte em uma via estadual, vamos unir esforços entre os dois municípios para garantir a segurança de todos que passam pelo local e também permitir que o escoamento da safra possa ser feito sem problemas”, comentou Acácio.

A expectativa é que o serviço leve cerca de 15 dias para ser concluído se não houver forte incidência de chuvas, mas a liberação para a passagem dos veículos será feita de maneira oficial pelo site da Prefeitura (www.sorriso.mt.gov.br) . Para evitar transtornos, os motoristas de veículos pesados devem buscar rotas alternativas neste período.

Cidades

Ex-prefeito de Peixoto consegue reverter condenação de ressarcimento ao erário

Publicado

em

O Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso acolheu recurso interposto pelo ex-prefeito de Peixoto de Azevedo, Sinvaldo Santos Brito, contra o Acórdão nº 415/2017 e afastou as condenações de ressarcimento ao erário no valor de R$ 7.228,57. Na sessão de terça-feira (19/03), por unanimidade, o colegiado, após analisar o recurso, concordou com os argumentos da defesa e considerou justificadas as irregularidades que resultaram na aplicação das penalidades.

Relator do recurso (Processo nº 60267/2017), o conselheiro interino Luiz Henrique Lima ainda votou pela exclusão da multa de 10% sobre o valor de dano ao erário. O voto do relator, em consonância com parecer do Ministério Público de Contas e da própria equipe técnica do TCE-MT, foi acompanhado pela unanimidade dos membros da Corte de Contas.

O conselheiro votou por excluir a condenação de ressarcimento ao erário imposta a Sinvaldo Santos Brito, na quantia de R$ 1.650,00, referente ao pagamento de licenciamento de software de certificação digital de utilização de uso obrigatório pelos entes públicos.

Votou também pela exclusão da condenação de restituição ao erário imposta ao ex-prefeito, no montante de R$ 2.640,99, por pagamentos realizados à empresa Moura Máquinas e Peças e para excluir a condenação de ressarcimento ao erário imposta a Sinvaldo Brito, no valor de R$ 2.937,58, pago ao servidor Paulo dos Reis Costa Junior, então Secretário de Transportes.

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana