conecte-se conosco


Artigos

Política como missão e vocação

Publicado

em

Servir ao próximo é uma das ações mais nobres desempenhadas pelo ser humano. Mudar para melhor a vida das pessoas e transformar realidades difíceis em esperança de dias melhores, são, indiscutivelmente, recompensas incalculáveis para aqueles que possuem esta vocação e a missão de desempenhar com dignidade e moral o espírito servidor.
A política realizada de forma correta e honrosa tem esse papel. Isto é, no desenho estruturado de organização social, uma das formas de desempenhar este espírito e ajudar a transformar a vida das pessoas menos favorecidas é, sem sombra de dúvida, a atuação política por vocação e cumprindo a missão com ética.
Nasci em um lar cristão e desde muito cedo tenho clara essa percepção. Neste viés, naturalmente, ingressei na vida pública – guiado pelo efetivo exercício do auxílio, da ajuda. Isto está carimbado na minha trajetória, a luta pelo coletivo, desde a década de 1990, quando eu, vendedor ambulante, me vi obrigado a atuar junto ao Poder Público para defender os interesses de um grupo de trabalhadores, pais e mães de família.
A essência da política está no garantir o bem-estar da população em geral , sem priorizar interesses individuais. A política é a arte de bem servir o povo, mas só cumpre esse papel quem possui a vontade de ajudar ao próximo.
Infelizmente, nem todas as pessoas que assumem uma atuação política, possuem como interesse principal o cuidado com o povo e com a Coisa Pública. É por isso que essa semana, ao iniciar os trabalhos da 19ª legislatura da Câmara Municipal de Cuiabá, como presidente da Mesa Diretora, fiz questão de destacar que na minha gestão à frente do parlamento municipal o patrão é o povo.
Longe da demagogia, o slogan faz parte de uma política que pratico: por vocação e missão. E foi agindo assim tenho o cuidado de atuar pela manutenção da família e o zelo pelos lares estruturados. Minha característica principal é a defesa da família. Desde as famílias dos vendedores ambulantes, passando pelas famílias do Doutor Fábio, bairro em que comecei minha militância no movimento comunitário e onde moro até hoje, chegando a todas as famílias que vivem na nossa Cuiabá.
Ao contrário do que se pensa, quem tem o servir como missão não busca na política uma forma de enriquecer. Acreditem, há carreiras mais rentáveis e com menos cobrança do que ser político. São dias intermináveis, reuniões madrugadas dentro, finais de semana recheados de trabalho, momentos em que abrimos mão da convivência com nossas famílias, com nossos amigos, em busca destas conquistas.
Tudo isso pode ser visto no novo slogan, adotado pela 19ª legislatura da Câmara, “Você presente”. Queremos que a população, nossos patrões, participe mais do cotidiano do Legislativo. Somos seus representantes, seus servidores, e estamos prontos para mostrar resultados sempre melhores. De minha parte, faço isso por missão, por vocação. E sinto-me realizado com isso.
Misael Galvão é presidente da Câmara Municipal de Cuiabá

Artigos

60 anos da Rádio Difusora Bom Jesus

Publicado

em

O ano era 1.959. No dia oito de janeiro, o jornal ‘A Cruz’, editado pela igreja católica desde 1.910, estampava a chegada da Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá. A inauguração oficial da quarta emissora de rádio de Mato Grosso, fruto de um trabalho visionário do então bispo diocesano da capital, Dom Orlando Chaves, ocorreu em 23 de agosto daquele ano.

Por nossos microfones, na frequência 630 AM, já contamos muitas histórias; narramos a época de ouro do futebol cuiabano, os programas de culinária da Dona Aurora Chaves de Vasconcelos, irmã de Dom Orlando Chaves. Também fomos voz marcantes com as radionovelas, programas de alfabetização, radiojornalismo, rondas policiais, música, cultura, missas e muito mais.

Aliás, desde o nosso primeiro slogan: “A voz que traz a mensagem de Cristo”, seguimos fiéis com nosso papel evangelizador, preocupados com a formação cristã do nosso povo, da nossa gente.

O tempo passou. E hoje, celebramos 60 anos de um longa e linda história, alicerçada em valores que jamais passarão. Ao mesmo tempo que percorremos um longo caminho, estamos de olho em um novo tempo. Essas seis décadas de histórias nos prepararam para uma das mais importantes mudanças de toda nossa trajetória.

Com a graça do Senhor Bom Jesus de Cuiabá, e a intercessão de Nossa Senhora do Pantanal, em 2020, a qualidade, a informação, a credibilidade e a mensagem da Rádio Difusora estarão ainda mais limpos e claros, com qualidade digital.

Deixaremos de ser AM e passaremos a operar em FM, ou seja, em frequência modulada. Nosso processo de migração está na reta final. Em pouco tempo teremos uma nova programação; mais dinâmica, moderna e abrangente. Mas, sem perder a essência dos nossos valores, da nossa fé.

O rádio se reinventa a cada ciclo. E, na era da comunicação instantânea, esse veículo, que sou um eterno apaixonado, segue em constante evolução.  Na década de 80, a nossa rádio foi administrada pelos padres Paulinos, em rede com a Rádio América, até 1990. Os religiosos foram sucedidos pela Comunidade Canção Nova, até 2011. A partir daí a emissora passou a ser administrada diretamente pela Arquidiocese de Cuiabá.

Nosso site, por onde a programação da rádio é transmitida 24 horas, tem mais de 13 milhões de acessos, originados de várias partes do mundo. Nosso aplicativo também é um sucesso de alcance e interação com os ouvintes.

A rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá é um verdadeiro xodó da arquidiocese. Desde que aqui cheguei, em 2004, a emissora tem potencializado as nossas ações de evangelização. Levando a voz e a mensagem, sonhadas por meu antecessor, há diversos municípios do estado, e pelo meio digital é até impossível dimensionar as fronteiras.

Hoje, a rádio é mantida pela Fundação Bom Jesus de Cuiabá, e por isso conta com a generosidade dos ouvintes, que são uma verdadeira família. Inclusive, caro leitor, peço licença para pedir sua ajudar e ser um benfeitor desse nosso novo tempo. Te peço: nos ajude a custear nosso processo de migração. Entre em contato comigo pelo telefone 3617-7900 e saiba como ajudar. Sua participação é muito importante.

Te convido também para participar da Santa Missa em Ação de Graças à essa emissora que faz tanto bem para todos nós. Será no dia 23 de agosto, sexta-feira, às 16h, no Santuário Eucarístico Nossa Senhora do Bom Despacho, no morro do antigo Seminário, em frente a Santa Casa, no centro de Cuiabá.

Venha comemorar os 60 anos da Rádio Difusora com a gente. Venha fazer parte dessa nova história.

Deus te abençoe.

 

Dom Milton Santos é arcebispo metropolitano de Cuiabá e radialista há 53 anos

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana